A proposta "orgânica" do Almacén del Sur

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Muito se fala em Mendoza da proposta toda orgânica do Almacén del Sur – eles utilizam praticamente produtos próprios, cultivados ali na mesma propriedade onde fica o restaurante, em seus pratos.

 O restaurante é charmosinho, rodeado por oliveiras, com um jardim que deve fazer o maior sucesso nos dias quentes. Já o serviço é BEM ruinzinho (as garçonetes não sabem sequer explicar o menu) e, sendo bem franca, não gostei da comida. Maaaaaassss, como quem está na chuva é pra se molhar mesmo, eu estava ali para provar o tal menu degustação da casa, que apareceu aqui e ali, e fui até o final. São seis passos:

 O primeiro é o couvert, com os antepastos produzidos na casa e também vendidos na lojinha na saída: só gostei MESMO das berinjelas condimentadas. Ah! E os pães estavam ótimos.

 O segundo passo foi uma vichyssoise que estava ótima (o melhor prato do menu, na minha opinião), com azeitonas pretas secas por cima.

 O terceiro era um pimentão frito duro, duro, duro, acompanhado de uma gostosa saladinha de alface.

 A granita para limpar o paladar antes do principal era o passo 4, de tangerina, e estava boa.

 O prato principado era filé com rosti de batata e beterraba, bem razoáveis. Mas a carne definitivamente passou do ponto e não trocaram.

 E a sobremesa, welll… a ideia era interessante, com carpaccios de abacaxi formando pasteizinhos com recheio de uvas. Mas o chocolate quente que despejam por cima esfriou em 10 segundos e era absolutamente enjoativo.

Vale a experiência, pelo lance orgânico e tal? Bom, depende de cada um. Achei também caro, em comparação com todos os outros restaurantes nos quais comi por lá: 175 pesos pelo menu, sem nenhuma bebida incluída. E, sem dúvidas, foi a refeição mais fraca de toda a minha viagem.
Em tempo: o azeite deles também é ótimo, arauco, vale trazer pra casa.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.