Bate-e-volta a Zaragoza

47 Flares Twitter 9 Facebook 34 Google+ 4 Pin It Share 0 47 Flares ×

DSC_0610 Uma sugestão de escapada linda de um dia (ou mais!) na Espanha para quem viaja a Madri ou Barcelona

 

 

A chegada nos últimos tempos do trem rápido AVE foi uma das melhores notícias para os turistas que visitam as duas principais cidades turísticas da Espanha, Madri e Barcelona (diz uma notícia recente que eles serão equipados em breve com wifi a bordo) e vagões silenciosos, uhu). Com o AVE ficou facinho e rápido viajar entre elas e chegar de uma delas a outros belos destinos espanhóis (com o AVE, aliás, dá pra ir além dos limites espanhóis, mas isso é papo pra outro post).

A estação de trens lindona da cidade

A estação de trens lindona da cidade

Embora ele já exista há alguns anos, tomei meu primeiro AVE agora, em fevereiro, para viajar de Madri a Zaragoza (paguei 50,50 euros o trajeto ida e volta em tarifa promo) e recomendo MUITO a experiência.

Um dos leões-símbolo da cidade

Um dos leões-símbolo da cidade

Conhecer Zaragoza (e visita-la com um casal amigo muito querido) foi uma deliciosa surpresa. Aquele tipo de cidade que parece que vai se revelando devagarzinho, sem pressa, numa mistura sedutora de novo e velho, antigo e contemporâneo, clássico e trendy.

O lado modernex da cidade, mais perto da estação de trens...

O lado modernex da cidade, mais perto da estação de trens…

Começamos pelo lado mais modernex da cidade (e mais próximo da estação de trens) com uma passada rápida pelas lindas construções da época da Expo 2008. Arquitetura contemporânea, edifícios conceito e muito, muito verde – btw, preciso muito voltar lá para, entre outras tantas coisas, fazer uma belo passeio ali pelo belíssimo parque.

Zaragoza

.... e a clássica arquitetura do centro histórico

…. e a clássica arquitetura do centro histórico

Mas, em contraste a tanta modernidade por aqueles lados, Zaragoza também guarda lindos e impactantes exemplos da arquitetura mudéjar, que fazem a gente andar com os olhos voltados também para o alto o tempo todo. Prédios lindos, carregados de detalhes nas fachadas, nos azulejos, nos telhados, nas portas.

Zaragoza

Castelos medievais…

... e paredes grafitadas em harmonia

… e paredes grafitadas em harmonia

Zaragoza é uma cidade grande, de comércio movimentado e, aos sábados, mesmo com frio (dizem que o inverno lá é rigoroso), as ruas estavam lotadas. O bom de Zargoza é que a cidade é fácil de explorar, com excelente transporte público (bons ônibus e tranvia) e, mesmo a estação de trens ficando um pouquinho afastada do centro histórico, dá bem pra fazer um belo passeio de um dia por lá para ver as principais atrações.

O ruim de Zaragoza é que a cidade é tão bonita arquitetonicamente e tão cativante  e hospitaleira que dá vontade de fazer tudo em ritmo slow travel e esticar a viagem por pelo menos mais um dia 😀

ZaragozaZaragoza

O anfiteatro <3

O anfiteatro <3

Dentre torres medievais e edifícios super contemporâneos, até anfiteatro romano a gente encontra lá, e em pleno centro! (com direito a museu e tudo)

ZaragozaZaragoza

ZaragozaZaragoza

Fiquei impressionada como o novo e o antigo se esbarram mesmo todo o tempo, inclusive no centro histórico, uma delícia.

ZaragozaZaragozaZaragoza

ZaragozaZaragozaZaragoza

E quando você chega na Plaza del Pilar, esperando encontrar uma tradicional praça espanhola, descobre uma praça imensa, cercada por um conjunto arquitetônico impressionante, que vai muito além da (belíssima) catedral.

ZaragozaZaragozaZaragozaZaragozaZaragoza

Tive a sorte de conhecer a cidade ao vivo com os melhores guias que eu poderia ter: os queridos amigos Tony e Cecília Galvez do sempre ótimo Passaporte BCN (entre outras aventuras cibernéticas), que moram na cidade e conhecem como ninguém cada cantinho por lá.

Entre uma atração e outra, uma fofoca aqui e outra ali, eles iam me contando curiosidades da vida cotidiana, da história local, de hábitos e costumes. E chamavam minha atenção para detalhes incríveis nos bairros, nas ruas, nas fachadas dos edifícios.

E confesso que visitei menos atrações do que poderia porque fizemos quatro – sim, QUATRO! – deliciosas paradas para provar as delícias do tapeo local (aprendi até que “clara” ali é “tubo con gás”, rá!).

Zaragoza

Tapas lindas e gostosas no ótimo e concorridíssimo Méli Mélo, que conhecemos juntos

Zaragoza

O trio viajante atacando as tapas sem pudor 😀

ZaragozaZaragoza

Provei até tapa premiada que leva sardinha e... chocolate!

Provei até tapa premiada que leva sardinha e… chocolate!

Melhor de tudo? Mesmo que você (ainda!) não conheça o Tony e Cecília, pode muito bem fazer esse passeio “guiado” por eles também: a dupla acaba de lançar (mais) um guia excelente, Zaragoza em um dia. Ali você encontra dicas precisas para curtir o melhor de Zaragoza em roteiros testados passo a passo para quem quiser fazer também seu bate-e-volta pra lá desde Madri ou Barcelona (ou, melhor ainda, quiser fazer uma paradinha estratégica por ali no trajeto entre as duas cidades, ideia genial).

Zaragoza em um dia Zaragoza em um dia

São quarenta e seis páginas claras, concisas, didáticas, fáceis de ler – e as imagens são um espetáculo, como sempre (só pela imagem es-pe-ta-cu-lar da capa dá pra ter uma ideia). Ler o guia foi como refazer o passeio lindo que fizemos pela cidade e deu ainda mais vontade de voltar para visitar tudo que ficou de fora. Guia lido, devorado, aprovado, recomendadíssimo – e dá pra comprar aqui.

Programaço!

 

 

Hotéis em Zaragoza, clique aqui.

Outros posts do Pelo Mundo sobre a Espanha, aqui.

47 Flares Twitter 9 Facebook 34 Google+ 4 Pin It Share 0 47 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.