Bistrô sobre rodas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

BustronomeUm jantar gourmet servido num ônibus em tour por Paris

 

 

 

 

Na primeira vez que ouvi falar dele, achei meio bizarro, para ser bem franca. A ideia de almoçar ou jantar num ônibus em tour por Paris me fez pensar naqueles horríveis ônibus vermelhos de dois andares e achei que devia ser uma furada. Mas depois três leitores e dois amigos me contaram que tinham experimentado e gostado muito da experiência. Fiquei com a pulga atrás da orelha e resolvi, por fim, testar o Bustronome, que se auto denomina um bistrô francês sobre quatro rodas.

BustronomeBustronome

Embarquei no ônibus numa quinta-feira pouco antes das 19h, para a viagem do jantar. A gente pode escolher diariamente entre almoço ou jantar mas de fato, conforme já tinham mesmo me recomendado, o jantar, apesar de sensivelmente mais caro, realmente nos dá um panorama muito mais bonito da cidade, com a Paris do verão mudando do sol forte para o sol dourado, depois o sol se pondo e a noite escura, com a cidade toda iluminada.Bustronome

Trata-se de um ônibus de dois andares também – mas realmente bem diferente do que eu imaginava. Os passageiros só têm acesso ao andar superior, bem confortável e muito bem climatizado, decorado mesmo como se fosse um bistrozinho francês – não fossem os janelões, a gente nem lembraria que está no alto de um busão; parece mais um mini rooftop. Há opções de mesas para duas, quatro e seis pessoas – e a grande sacada é tentar reservar algumas das mesas das extremidades, para contar com vista frontal e lateral. Na parte inferior, à qual não temos acesso, funciona a cozinha, que finaliza todos os pratos lá mesmo.

Bustronome

O ônibus é ultrasilencioso – só mesmo as conversinhas aqui e ali, e sem excessos, são ouvidas à bordo. Um mapa, fone de ouvidos e uma caneta interativa são distribuídos para quem quiser fazer da refeição realmente um city tour: é só pressionar a caneta sobre o ponto do mapa onde o ônibus se encontra num dado momento para ouvir uma explicação histórica e social sobre o local (não havia português no menu de idiomas, mas inglês, espanhol e diversas outras línguas ao dispor do cliente).

Bustronome

Bustronome

A viagem começa na praça Charles de Gaulle, bem em frente ao Arco do Triunfo. E, por duas horas e meia, percorre as atrações mais icônicas de Paris enquanto serve um menu completinho (com opções de escolha) , bem francês (e bem mais saboroso do que eu esperaria), sempre incluído no preço do passeio – e é possível comprar as bebidas à la carte ou, por um preço fixo extra, ter champagne, vinhos, água e café incluídos durante toda a viagem. E o serviço, inteiramente admistrado por um casal de garçons, é bastante simpático e atencioso.

BustronomeBustronomeBustronomeBustronomeBustronomeBustronome

O timing é bem pensadinho, fazendo uma pausa maior em alguns locais mais emblemáticos e aproveitando para servir cada passo do jantar nos trajetos mais longos. Ópera, Grand Palais, Louvre, Notre Dame, Trocadero, Pont Alexander III etc vão desfilando pelas janelas do ônibus enquanto a gente saboreia a refeição. A gente só chega à Torre Eiffel (atrás do Campo de Marte) quando a noite já escureceu de fato e a refeição está quase terminada. Mais que isso: bem a tempo de ver a torre se iluminar e cintilar na hora cheia – dão cinco minutinhos para quem quiser descer e fotografar também.

Bustronome

Funciona o ano todo. Preços, reservas e informações mais detalhadas aqui.
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.