Encantos de Chiloé

7 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 7 7 Flares ×

DSC_0985 Como é escapar para o arquipélago chileno de Chiloé

 

 

 

 

 

Pisei pela primeira vez em Chiloé (muito) brevemente há quase sete anos. Estava fazendo a região dos lagos chilenos sozinha e de carro e acabei atravessando do continente à ilha só pra ver como era. Foi tudo muito rápido, porque o dia estava feio e chuvoso e o foco da minha viagem não era mesmo esse –  mas serviu para que Chiloé nunca mais me saísse da cabeça.

Chiloé

No finalzinho de setembro, entre a partida da França e a chegada ao Canadá, foi pra lá que escapei, sob o pretexto de conferir como ficou a nova unidade que a adorável rede de hotéis Tierra abriu por lá. E, verdade seja dita, foi tão, mas tão gostosa a escapada curtinha, que voltei com um gostinho ainda maior de quero mais.

Chiloé

Famosa pelo povo hospitaleiro, pelo respeito às antigas tradições locais e pelas clássicas casinhas sobre palafitas em Castro, o arquipélago de Chiloé hoje vive do turismo. Com uma infinidade de hostels e b&b´s, dois bons hotéis boutique e agora o Tierra Chiloé, seu primeiro hotel de luxo, tem tudo para entrar ainda mais na rota do turismo internacional.

Tierra Chiloé

A arquitetura original, sempre muito colorida e com a madeira como personagem principal, são sempre um prazer ao olhar tão cativante quanto suas paisagens naturais – e transformou suas igrejas coloniais em patrimônio da humanidade pela Unesco (com destaque para as de Achao, Chomchi e Quinchao). Dizem os moradores locais que eles pintam suas casas, lojas e igrejas com cores tão chamativas (azuis, laranjas, vermelhos, verdes, amarelos e lilases dos mais distintos tons) para alegrar o longo e cinzento inverno do arquipélago (junho e julho são meses bastante desaconselháveis para o turismo, já que chove bastante praticamente todos os dias na região). Mas acho que elas ficam especialmente ainda mais bonitas em dias ensolarados de primavera como os que peguei por lá.

Chiloé

ChiloéChiloéChiloé

O dia-a-dia da vida “chilote” (como são conhecidos os moradores locais) é pacato e sereno, girando em torno do turismo e do mar (pesca, coleta de mariscos e navegações).  Entre uma infinidade de lagos, lagoas, rios, riachos, canais, cachoeiras e até prainhas (tem fiordes de um lado do arquipélago e o oceano Pacífico em mar aberto do outro), surgem aqui e ali pequenos povoados, muitos com menos de uma centena de habitantes, com um clima meio de vilarejo-fantasma.

ChiloéChiloéChiloé

Com geografia tão irregular e cenários que impressionaram Darwin no século retrasado, os esportes de aventura – caiaque, pesca, trilhas etc –  estão entre as principais atrações de Chiloé, mas também há sempre opções para os mais sedentários, de navegações e cavalgadas a safáris fotográficos (os marsupiais, o pequeno mamífero pudú e a vegetação endêmica do arquipélago são os grandes atrativos para tal). Artesanato e cozinha são também os outros grandes pilares da ilha: mantas e acessórios de lã de ovelha feitas à mão e tingidas naturalmente com ervas ou vegetais estão entre os souvenirs mais originais da ilha e as ostras e o curanto (um cozido de peixes, frutos do mar, legumes e carnes preparado num buraco cavado na terra) são imperdíveis por ali.

Chiloé

ChiloéChiloéChiloé

O novo Tierra Chiloé, que gentilmente me convidou para a escapada, tem arquitetura marcante e ultra contemporânea que casa com perfeição com a paisagem de seus arredores, entre montanhas e as águas dos fiordes da Patagônia Norte Chilena.   São apenas doze apartamentos no hotel mais exclusivo da rede, com capacidade máxima para 25 hóspedes – e foco na sustentabilidade em todas as instalações e no funcionamento cotidiano do lodge. Com serviço super cálido e personalizado mas sem frescuras, oferece acomodações ultra confortáveis, cozinha impecável (a nova chef da casa, ultra jovem, é um escândalo de talentosa) e experiências outdoor excepcionais.

DSC_0444 DSC_0459 DSC_0461 DSC_0592 DSC_0588

Tierra ChiloéTierra ChiloéTierra ChiloéTierra Chiloé

As excursões, incluídas nas diáras padrão assim como refeições e bebidas nacionais, podem ser de meio dia ou dia inteiro e se adaptam aos mais distintos tipos de viajantes, dos mais sedentários aos mais ousados, das crianças à melhor idade. A maioria foca em propósitos multidisciplinares, combinando diferentes atividades e propósitos em uma mesma excursão. A excursão mais procurada é a navegação de dia inteiro no barco construído pelo próprio hotel à imagem e semelhança dos tradicionais barcos antigos locais. Com ele, num único dia, é possível visitar os fiordes do arquipélago, distintos povoados (incluindo suas igrejas e palafitas), fazer passeios em zodiac e caiaques, trekkings e ainda aproveitar os mesmos serviços de cozinha e bar do hotel ali mesmo, em plena embarcação.

Chiloé

O barquinho por fora...

O barquinho por fora…

... e por dentro

… e por dentro

No mais, trekkings guiados e auto-guiados, bicicletas, caiaques, cavalgadas – tudo isso faz parte do pacote de passeios oferecido pelo hotel – sempre com um máximo de apenas oito hóspedes por cada carro e guia.  E ainda tem um pequeno spa para relaxar na volta do passeio.

ChiloéChiloéChiloéChiloé

A temporada turística de Chiloé começou em setembro passado e se extende em geral até maio. Programaço para quem quiser esticar a viagem chilena até lá, mesmo que apenas por duas ou três noites, como eu fiz (o mais fácil é voar é Puerto Montt e seguir ao arquipélago em transfer ou ônibus, mas é possível também uma ou duas vezes por semana chegar em avião diretamente a Castro, a maior cidade de Chiloé). 

 

7 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 7 7 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.