DNA do viajante

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 Pin It Share 1 2 Flares ×

Operadora lança proposta pioneira de experiência em viagem baseada nas raízes de cada viajante

 

 

 

 

 

 

 

Muito se falou no final de 2016 sobre as grandes tendências para o turismo neste 2017. Não apenas tendências em termos de destinos a serem visitados, mas estilo de viagem.  Em todos os estudos realizados no ano passado, constatou-se o que já prevíamos: que o turismo vai ser, cada vez mais (sobretudo no mercado de luxo), focado em experiências super pessoais, que conectem o viajante de maneira cada vez intensa com os destinos e os povos visitados.

Na semana passada, recebi um release da assessoria da Teresa Perez Tours anunciando o lançamento de seu Projeto Raízes – um projeto que, aliás, já vinha causando zumzumzum no mercado antes mesmo do anúncio oficial. Em resumo, a iniciativa pioneira aposta na criação de roteiros personalizados a partir do DNA do viajante – ou seja, em regiões do planeta nas quais o mesmo possua origens ancestrais.

Achei a ideia simplesmente sensacional. Sou apaixonada por este tema de raízes e ancestralidade. Daí você pode dizer “mas eu já fiz uma viagem ao vilarejo onde meus avós nasceram”. Sim, sim, eu tambem. E é incrível, não é mesmo? Mas, neste caso, não se trata apenas de dizer “ah, meus avós eram sul-africanos” ou “meus bisavós eram japoneses”. A coisa é muito mais intensa e científica: a base do projeto é trabalhar com o exame de Ancestralidade Global do laboratório Genera que, através da coleta de DNA, consegue identificar as regiões do mundo onde se encontram populações com código genético semelhante ao do viajante.

Com base no resultado, a ideia é elaborar um roteiro específico e altamente personalizado para cada cliente com destinos e experiências de viagem que revelem as raízes de suas heranças históricas e culturais. Como o resultado costuma ser uma surpresa para quem faz o exame (vocês seguramente lembram daquele videozinho que viralizou nas redes sociais com o pessoal abrindo seus resultados no ano passado, não?), a viagem seguramente acabará sendo algo diferente de tudo que já se fez, mesmo para o mais viajado dos turistas.

Quem me lê há bastante tempo certamente se lembra que incrível foi, para mim, ter a chance de viajar em família atrás das minhas raízes portuguesas até chegar na exata casa onde meu avô cresceu na minúscula Vila Franca da Beira. E também a delícia de fazer, mezzo as avessas, a travessia de navio que tanto meu avô português quanto meus bisavós italianos tinham feito.

Essa ideia vai muito além do que eu já fiz até hoje em termos de “ir atrás das minhas raízes”. Eu já queria, e muito, fazer o teste, desde que vi o tal videozinho viral. Agora um roteiro de viagens assim, claro, já entrou imediatamente para a minha wish list viajante.

 

 

Créditos: todas as fotos são Teresa Perez Tours/Divulgação

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 Pin It Share 1 2 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.