Do Cairo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Pronto, cheguei. Já estou devidamente instalada no Cairo, sã e salva. Uma pena que escureça cedo aqui nessa época: cheguei e, mesmo do avião, a cidade já aparecia tomada pelo breu. Imensa, por sinal. Chegar de avião nela parece chegar em São Paulo, esparramadona, uma loucura. E o caminho do aeroporto até o hotel levou quase uma hora – outro aspecto que me lembrou São Paulo 😉

No percurso, vias expressas, avenidas muito largas, montes de prédios bem altos (uma infinidade de hotéis, btw) e uma mesquita aqui, um palácio acolá… e vi o Nilo, o claro \o/  …. mas na escuridão. Não vejo a hora de amanhecer para ver direito a cidade e o rio, dá até friozinho na barriga 😉
Na chegada foi tudo ótimo: o guia (falando inglês, espanhol e PORTUGUES!) já estava esperando logo à saída do avião, nos acompanhou ao pagamento do visto (US$15) e na passagem pela imigração (nem uma única pergunta, por sinal; o cara só pega o passaporte, carimba, devolve). As malas saíram rapidérrimo, tudo beleza (aliás, um alivio já sair no desembarque acompanhados do guia – fica uma multidão impressionante de taxistas assediando quem chega. Lembrei do sufoco de chegar com minha irmã em Marrakech há alguns anos, affe).

O hotel está próximo da praça Tahrir que, por sinal, tava sussa quando passamos com o carro. Disse o guia que só mesmo as sextas-feiras que tem muvuca ali por causa das manifestações. Amanhã iremos pra lá para visitar o museu #oremos  Mas do lado de fora a cidade parece bem viva, muitos carros, buzinhas, música alta, as felucas cruzando o rio pra lá e pra cá cheias de luzinhas coloridas.
O wifi do hotel parece bem bom, então amanhã devo ter montes de novidades e (espero) montes de fotinhos legais para colocar aqui, no twitter e no Instagram.
Shukran pela companhia 😉

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.