É Carnaval – happy valentine’s!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
Celebrar sempre!!! (imagem divulgacao do hotel Alvear)

Já estamos em pleno Carnaval. Talvez, como outros milhões de brasileiros, você esteja pulando sem parar desde quinta ou sexta-feira. Mas talvez, como também outros milhões de brasileiros, você esteja reunido com a família ou alguns amigos em busca apenas de sossego, talvez em sua própria casa.
Eu gosto do Carnaval, mas nunca fui uma fã incondicional. Pulei muito quando era mais novinha, mas nos últimos anos passei mais carnavais fora do país que aqui; e também não me mortifico se não viajar na data – a gente pode pular e se divertir em qualquer lugar. Nesse ano fico em casa, por sinal. Provavelmente uns gritos e pulinhos aqui e ali, mas nada muito violento; afinal, dia 21 embarco numa grande viagem e não há bolso cristão que resista a tantos gastos com viagens em tão pouco tempo.
Mas me surpreendi com a quantidade de emails que recebi essa semana de leitores profundamente entristecidos porque passarão esse Carnaval em casa. Por N motivos diferentes, esses leitores não poderão viajar na data; e todos, sem exceção, acham quase imperdoável ficar “mofando em casa” (expressão utilizada por vários deles) quando “o Brasil inteiro está se esbaldando”. Curioso.
Acabou se criando uma obrigação que todo mundo TEM que viajar no reveillon e no Carnaval. TEM QUE. E claro que as companhias aéreas, hotéis e operadoras de viagem adoram isso, inflacionando os preços nesses períodos a padrões muitas vezes ofensivos, abusivos. E o mais engraçado é que as pessoas compraram essa idéia – a ponto de quem não viaja sentir-se chateado e diminuído com isso. Que bobagem.
Honestamente, sou da turma que evita viajar no Brasil em datas caras como reveillon e Carnaval. Só viajo se o preço realmente for compatível com o destino – por isso mesmo que passei muito mais carnavais fora do Brasil, já que em muitos destinos não há auê nenhum de preços em torno da data. E, se não viajo, como já disse lá em cima, não vejo nada demais – pra me divertir, pode ser na minha cidade mesmo, não faz diferença. Tudo depende do espírito e da companhia (lembra quando vó dizia que quem não tem cão caça com gato mesmo? É mais ou menos por aí).
Então, se você é dessa turma que tá deprê por estar em casa nesse domingão de Carnaval, tenho duas coisas pra dizer. Aposto que tem algum baile ou bloco de Carnaval legal na sua cidade pra você participar – levanta aí do sofá e vai atrás, que o Carnaval só acaba na quarta. E, segundo: hoje é Carnaval no Brasil, de norte a sul mas Valentine’s Day em grande parte do mundo (ano novo chinês também, by the way) – que contradição! Pois saiba que o propósito do Valentine´s Day, ao contrário do nosso dia dos namorados em 12 de junho, é ficar com quem se ama e presentear quem se ama sem que isso diga respeito exclusivamente ao namorado ou cônjuge. No Valentine´s , em vários países (inclusive muitos sul-americanos também) é comum enviar cartões carinhosos aos melhores amigos, reuni-los todos para almoçar ou jantar ao redor de uma mesa farta ou viajar com eles para algum lugar legal. Claro que quem está acompanhado quer mais é um belo jantar romântico hoje à noite; e quem não está vai mais é celebrar a data com outros entes queridos.
Portanto, se você está em casa nesse Carnaval, aproveita, que ainda dá tempo: finge que a gente também celebra por aqui o Valentine´s Day e chame seus amigos que também ficaram em casa para uma divertida happy hour essa noite, com o pretexto de comemorar a data – vocês podem, de repente, até se esbaldar em marchinhas e hits de Carnaval depois de algumas caipirinhas. Ou, se você é da turma que curte mesmo um baile, desfile ou bloco de Carnaval, vai lá – se joga mesmo, feliz da vida também.
Ótimo feriadão para todos. E happy valentine’s 😉

Today’s travel quote: Travel is fatal to prejudice, bigotry, and narrow-mindedness – Mark Twain

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.