Pra lá de Marrakech: sugestões de escapadas para quem tem tempo na cidade

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
A cadeia do Atlas ao fundo

Quem tem mais tempo em Marrakech (tem muita gente indo em lua-de-mel para lá e também existem pacotes ba-ra-tér-ri-mos saindo de Madri para uma semana na cidade), pode – e deve – programar também umas escapadas da cidade para ver lugares lindos e diferentes. Sendo assim, duas escapadinhas desde Marrakech que eu continuo achando imperdíveis são a linda, linda Essaouira, já na costa, e o adorável vale de Ourika.

Os passeios a Ourika geralmente incluem, além da linda paisagem da viagem pelo vale (na primavera, as árvores do caminho estão lotadinhas de roas, amêndoas e até cerejas), com vistas para as montanhas do Atlas (o que, na minha opinião, por si só já valeria o passeio), paradinhas em jardins de especiarias, produtores de azeite e cooperativas femininas que produzem cositas à base de Argan. Na metade do passeio, na “base” (a.k.a. restaurante) escolhida para almoço, costumam oferecer um opcional de hiking em Setti Fatma para ver as três cachoeiras mais famosas dali. Ter um tempinho para explorar um pouco a vila onde fizerem a parada de almoço é essencial: são sempre lugares bem pequenos, pouco turísticos e bem tradicionalistas – é interessante observar até a própria reação aos turistas.

Um dos jardins de especiarias do vale
O começo da trilha para as cachoeiras
O clima sossegado das vilas do caminho
Muita água, verde e montanhas durante todo o programa em Ourika
Marroquina simpática dando duro para produzir óleo de argan

No caso de Essaouira eu recomendo muito que se durma ali por uma noite ao menos porque a cidade tem aquela vibe francesa que todo mundo adora mas mantém mais a essência árabe que Marrakech, até porque tem menos turistas. O centro histórico é pequeno, dá bem para explorar em pouco tempo, e tem ótimos restaurantes e excelentes hotéis, de riads econômicos cheios de charme a hotelaços cinco estrelas – tem um Sofitel incrível na Medina que vale a visita mesmo para quem não está hospedado (um café, um chá, almoço, um relax no hamman). O souk da Medina é mais barato que o de Marrakech e ainda mais agradável, já que pega sombra em boa parte do dia mas é todo ao ar livre.

As muralhas da Medina de Essaouira
A vibe hitchcockiana (“oooooos pássaros!) que sempre rola no cais
Detalhe do cais
Os cafés de herança francesa
As casas da Medina, ao contrário de Marrakech, são quase todas branquinhas, branquinhas
Essaouira dá praia!
O souq ao ar livre

O bom é que tanto o vale de Ourika quanto Essaouira estão bem próximos de Marrakech e dá também para fazer um bate-e-volta de um dia para qualquer um dos dois destinos. Os passeios de um dia são amplamente vendidos em todas as recepções de hotel e até em alguns restaurantes (incluindo aquele terraço da Praça Djeema el-Fna em todo mundo vai para tirar fotos da praça lá de cima).
Outro passeio bastante vendido é o que vai Oukaimeden – mas esse é um day trip comum durante o inverno, já que a cidade é famosa por seu centro de ski.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.