Ainda dá tempo

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 1 1 Flares ×

InstagramCapture_40ed779a-2157-4c37-a632-f45ccd530445[1]Os principais destinos de esqui do hemisfério norte ainda têm neve e alongam temporada

 

 

 

Dias mais longos, temperaturas mais amenas,  menos fila nos lifts, neve com melhor qualidade, uma série de atividades além das pistas de esqui e ainda por cima poder pagar menos. Pois é: os brasileiros ainda não pensam muito em esqui de março em diante, mas quem deixa para esquiar no final da temporada de inverno do hemisfério norte tem inúmeras vantagens.

Verbier Suiça

Estações que antes encerravam suas temporadas de esqui em março agora chegam a estender a abertura das pistas até final de abril ou mesmo maio, em plena primavera. Quem tá me acompanhando no Instagram nas últimas semanas, anda me vendo curtindo as pistas, a neve, o après-ski e mais um monte de atividades bem divertidas dos EUA à Europa.

apres ski

Nos EUA, a temporada de inverno deste ano em destinos como Vail e Beaver Creek (que visitei no final de fevereiro), Park City e Aspen terminará somente em meados de abril, com direito a festivais cheios de atividades culturais e gastronômicas, como o SpringBack to Vail e a Spring Fest em Beaver Creek. Os passes de esqui também ficam mais em conta a partir de meados de março, custando desde US$854 por 7 dias. Para quem busca pacotes, o American Airlines Ski Club garante que as ofertas para o final da temporada podem custar até 40% menos nestes destinos americanos.

Dog sledding é uma das opções para quem não quer esquiar - e tem também snowshoeing, snowtubing etc

Dog sledding é uma das opções para quem não quer esquiar – e tem também snowshoeing, snowtubing etc

 

No Canadá, Tremblant manterá as pistas funcionando até 10 de abril, com lifts funcionando até mais tarde e até 25% de desconto na hotelaria, além do vantajoso Spring Pass para esqui ilimitado por 15 dias. A linda Whistler manterá as pistas de sua disputada Blackcomb Mountain abertas até 23 de maio!  E propõe um mix super interessante de atividades, como esquiar pela manhã nas montanhas nevadas e jogar golf, passear de bike ou curtir o panorama surreal do alto da Peak 2 Peak Gondola à tarde.

Na Europa, no lado francês dos Alpes, a badalada Courchevel (pra onde volto no final deste mês de março, aguardem 🙂 ) movimentará as próximas semanas com diversos festivais, passeios noturnos em fat bikes e a centésima ascensão da Millet Ski Touring, uma espécie de carnaval na montanha. E com promoções bacanudas, como a Ski, Snow and Sun, que inclui acomodação num studio na montanha e 6 dias de ski pass desde surreais 46 euros por pessoa/dia.

Verbier

Mas é a Suíça, que bateu recorde de visitação brasileira em 2015, a grande estrela da temporada de neve europeia: foram quase 3% mais turistas em relação a 2014 e um crescimento acumulado de 46,7% desde 2009, com importante papel de destinos de inverno neste cenário. E é bem aqui, neste lindo país, que eu tô curtindo atualmente dias de muita neve e paisagens surrealmente lindas.

Glacier Express

Em Zermatt e Engelberg/Titlis a temporada de neve agora vai até maio, com preços em torno de 20% mais baixos a partir de abril. Em Zermatt, a bem da verdade, o esqui é coisa tão séria que tem pista que fica aberta mesmo em pleno verão europeu. Em St Moritz, tem hotel fazendo promoções casadas com ski pass ou incluindo refeições no pacote para quem ficar mais tempo. Além do ski em First-Grindelwald, a adorável Interlaken inaugurou também uma área para a prática de paraglider em meio aos Alpes.

Kempinski St Moritz

E tem mais: o final da temporada de inverno na Suíça também é famoso pelos excelentes festivais de música (St Moritz Music Summit, o Verbier Impulse Music & Ski Festival e o badalado Zermatt Unplugged na primeira quinzena de abril) e competições esportivas (final da Copa Mundial de Esqui Audi em St Moritz e da Swatch Xtreme em Verbier).  No finalzinho de abril, a Patrouille des Glaciers, uma das competições de esqui mais difíceis do mundo, também brinda visitantes com performances incríveis de esquiadores do mundo todo num percurso que liga Zermatt a Verbier.

Inverno na Suíça

Tem férias para tirar por esses tempos? Corre lá que ainda dá tempo de esquiar ou, pelo menos, ainda curtir bem a temporada de neve por aqui 🙂

 

 

p.s.: quem quiser acompanhar o dia-a-dia da minha temporada de neve que vai até o final deste mês, fotinhos mil todo dia lá no Instagram.

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 1 1 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.