Facal: o rei dos chivitos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
Dá-lhe fome pro chivito!

 Reza a lenda que uma viagem a Montevidéu não é uma viagem se não incluir o consumo de ao menos um chivito, o lanche mais tradicional (e gigante) do Uruguai. A bem da verdade, tem chivito à venda em quase todo canto, da versão clássica (carne com alface, tomate, presunto, queijo e bacon) a outras mais incrementadas, com nomes distintos em cada estabelecimento.

A “fuente del Facal” que virou uma típica fonte dos amores

 Ao contrário do que o nome sugere, o sanduíche é feito de carne de vaca e não de carne de cabrito. E o lugar mais tradicional para consumi-lo na capital uruguaia é o Facal, um restaurante simplão instalado bem no centro de Montevidéu há mais de 70 anos. Ali, por 220 pesos (mais ou menos 22 reais), você come um gigantesco Chivito Clasico da casa, com maionese caseira, bem saboroso.

Os cadeados das parejas enamoradas

 Mas vale mesmo pelo ambiente: o lugar é super tradicional na cidade, então quase todas as mesas são tomadas por senhores e senhoras uruguaias que frequentam a casa há meio século, cheios de histórias. Na rua, bem em frente ao restaurante, costumam rolar showzinhos express de tango durante o dia. E também em frente à casa fica uma réplica da fonte de Julieta, em Verona, que o dono comprou em Guadalajara, no México. A dita cuja da fonte fez tanto sucesso que não param de aparecer cadeados com juras de amor na grade que a circunda (um monte de gente entra no próprio Facal pedindo por um cadeado!)

O garçom Gonçalo, figuraça do restô

Fomos atendidos por um garçom gente finíssima, verdadeiro personagem – o Gonçalo Farias, um uruguaio casado com uma carioca e fanático pelo Brasil. Fala um português carioca perfeito, se refere aos homens como “e aí, chefe?”, responde com um “demorô” quando você pede alguma coisa e ainda manja muito da história da cidade, cheio de causos. Figuraça.

Um dos melhores sorvetes de doce de leite ever

O chivito é gostoso e um almoço reforçadíssimo, mas não saia de lá sem provar o sorvete de doce de leite divino (70 pesos, cerca de 7 reais) feito ali mesmo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.