Ganhando tempo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Nada mais chato que fazer uma viagem correndo desesperadamente entre as atrações mais importantes, não é? As grandes cidades turísticas do mundo (e até a Disneyworld!) desenvolveram sistemas interessantes em algumas atrações para que o viajante não perca grande parte do seu período de férias em filas para visitação. Fila é mesmo perda de tempo. Quanto menos tempo você perder numa fila, mais tempo você tem para ser perder numa cidade, sem preocupações.
Veja alguns exemplos:
Empire State, Nova York . O site da atração vende dois tipos de ingresso: um de 20 dólares, que permite evitar a fila da bilheteria (e pegar somente a do elevador e do raio-x) e um mais doído, de 48 dólares, que pula a fila do elevador também.
Torre de Pisa. 30 pessoas sobem na torre de cada vez nas visitas guiadas de meia hora. Dez lugares em cada grupo são postos à venda pela internet, pelo site http://boxoffice.opapisa.it/Torre/first.jsp. Custa 17 euros por pessoa – 2 euros a mais do que o preço na bilheteria.
Uffizi, Florença . Reserve sua entrada por telefone, com antecedência, pela central (39-055) 29-4883, com atendimento em italiano ou inglês.
Capela Sistina, Vaticano. Para não perder a manhã na fila – e que fila! – inscreva-se num tour guiado ((39-06) 6988-5100) por 23,50 euros. São 10 euros a mais que o preço regular, mas a visita de duas horas vem acompanhada de explicações detalhadíssimas.
Museu do Louvre, Paris . A central TicketNet (http://www.ticketnet.fr/shop) vende o ingresso por 9,60 euros. Quem quiser imprimir em casa economiza as despesas dos Correios e paga 1,30 euro pela versão em PDF.
Torre Eiffel, Paris. Mesmo com visitação paga, as filas são enormes, até mesmo no inverno. Procure ir no final da tarde: as filas são muito menores (quase todo mundo prefere ir pela manhã) e você ainda tem o bônus de ver o pôr-do-sol e a torre se iluminando lá de cima.
Alhambra, Granada. O site Alhambra Tickets vende ingressos para dia e horário pré-determinado por 10,90 euros.
Reichstag, Berlim . A visita é grátis, então as filas são constantes. Mas são menores no comecinho da noite, quando a visão de Berlim iluminada torna a cidade ainda mais bonita.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.