Hostel review: PLUS Florence

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
O quartinho que dividi com meu irmão no PLUS

 Eis aqui a primeira review de um hostel no blog. Afinal, vocês sabem, esse nunca foi meu tipo habitual de hospedagem, nem quando eu era novinha. Como contei pra vocês em outro post, eu já conhecia rede PLUS de outros carnavais: já tinha visitado dois hostels deles para incluir em matérias sobre destinos, inclusive Florença .

O nosso banheiro privativo, dentro do quarto, bem ok

 Então não foi nenhuma surpresa me hospedar no PLUS Florence por quase uma semana com meu irmão mais novo e ver que o lugar continua com excelente custoXbenefício. Nem ver que ali muita gente mais velha, incluindo famílias com crianças, e que quase ninguém usava, de fato, mochila – todo dia era uma profusão de malas, a maioria bem grandinhas, logo cedo, na hora do check out 😉

 Os quartos coletivos custam desde 16 euros por pessoa e os duplos e triplos, 25 euros por pessoa. Esse valor já inclui roupa de cama, mas toalhas, infelizmente, são cobradas à parte (exceto para mulheres que se hospedam em seu andar feminino exclusivo, o PLUS Girls). Os quartos são limpos, bem iluminados e arejados e a roupa de cama é trocada a cada três noites. Os banheiros são legais também, incluindo os privativos, nos quartos duplos e triplos – são espaçosos, embora faltem ali uns ganchinhos para pendurar toalhas e afins.

A vista do terraço do último andar…

 A internet wifi é grátis para todo mundo, mas o sinal é bem inconstante nos andares mais altos (estavamos no último, o 5o., e de noite era sofrido usar). Os quartos duplos ainda têm TV de LCD (pequena), mesinha de trabalho e bastante armário.

… a piscina vista lá de cima…

 O mais legal do PLUS, na minha opinião, são as áreas comuns. Um belo terrace bar no último andar dá vista para Florença em 180 graus, incluindo, é claro, o Duomo – de dia, ficava cheio de gente lendo, comendo, descansando, batendo papo. No térreo, a recepção é grandinha e também tem um quiosque só de tours, além de ATM, sala de computadores e lounge.

… e o terraço em si.
O restaaurante…
… e o balcão-bandeijão

 No subsolo, um restaurante grande estilo bandeijão (o café da manhã, cobrado à parte, é servido ali, e tem jantar e petiscos à noite também), lavanderia bem completinha, piscina aquecida e sauna (que só funcionam no inverno), uma disco acanhadinha, mesa de sinuca, pebolim, um jardim interno com bar concorridíssimo à noite e também uma bela piscininha ao ar livre.

A lavanderia 
O lobby

 Entre montes de jovens, solo travelers de todas as idades, casais e até famílias com crianças, vi que ali todo mundo achava seu espaço, o que acho louvável numa hospedagem desse tipo. E a localização também bem boa: 10 minutinhos de caminhada da Santa Maria Novella e iguais dez minutinhos ao Duomo.

Um close no tour desk…
…e outro no pebolim 😉

Pra quem busca uma Toscana barata, eis aí uma boa opção.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.