Hotel review: Birkenhead House, Hermanus, África do Sul

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Dessa última viagem à África do Sul (voando até lá a convite da South African Airways), Hermanus foi uma linda surpresa por si só, como contei no último post; além de fofa, ainda tem um por do sol estupendo e um amanhecer daqueles de fazer todo mundo cair cedo da cama. Mas a estadia ali ficou ainda mais bacana com o hotelaço que nos recebeu: o ubber Birkenhead House.
O Birkenhead é o típico hotel de luxo low profile, sem frescuras.

 O serviço é mega atencioso, impecável, mas sem um pingo de afetação – pelo contrário; os funcionários são jovens, super despojados e tratam os hóspedes com informalidade e muita simpatia.

 Ocupando a mesma mansão do antigo Birkenhead Hotel (batizado assim por causa do navio britânico que afundou em Walker Bay em 1852), fica no alto de um rochedo da Cape Coast, praticamente debruçado sobre o mar (fica a 8km do centrinho de Hermanus). Logo ao lado, uma outra casa anexada ao hotel oferece ainda duas acomodações estilo villa para grandes famílias.

 Um belo caminho leva os hóspedes do hotel até a praia, lá embaixo, rapidinho, em poucos minutos. De manhã cedo, os surfistas buscam suas ondas bem em frente ao hotel; e dizem que, durante a temporada, as baleias literalmente desfilam bem ali.

 A decoração é típica de uma casa de praia; a gente mal lembra que está num hotel, parece mais casa de amigos – até o restaurante é tão intimista que mais parece uma simples sala de jantar, uma graça. Cool, super contemporânea, tem muita luz natural em todos os ambientes. E a cozinha é excelente (com direito a chef surfista e tudo :D)

 Achei meu quarto (o número 2) bastante pequeno; para um casal, sobretudo com big malas típicas dos brasileiros, fica mais complicado. Mas como eu estava sozinha, curti; super feminino e delicado na decoração, me ganhou definitivamente pela vista: ocupando uma “quina” da casa, tinha duas laterais de varanda, com vista tanto para o mar logo em frente quanto para parte da cidade rodeada pelas montanhas Kleinriver, uma lindeza. E os banheiros são todos um capítulo à parte, muito cheio de bossas.

Para completar, o café da manhã é servido no terraço suspenso sobre o rochedo, debruçando-se sobre a praia. Show. 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.