Hotel review: Mercure Ciudad Empresarial, Santiago

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Nessa press agora para o Chile, enquanto a CTS nos levava pra cima e pra baixo por Santiago e arredores durante o dia, nosso portinho seguro à noite era o novíssimo Mercure Santiago Ciudad Empresarial, onde ficamos hospedados. 

As disputadíssimas “cabininhas” de vidro do restaurante

 O hotel está mesmo tinindo de novo. E aposto que você, assim como eu, vai achá-lo bem diferente de qualquer outro Mercure no qual tenha entrado (ele tá tão lindou que virou flagship da marca da Accor Hotels em toda a América Latina). 

Adega à vista no restaurante

 A decoração segue uma linha ultra contemporânea e dá ao lobby, recepção e restaurante uma vibe toda de hotel boutique (do lindo balcão do bar em cristal às adoráveis poltronas kitsch, kitsch, kitsch dos Beatles). 

O restaurante para café, almoço e jantar

A recepção ultra informal

 O café da manhã, servido até 10h30, é em sistema buffet, bem completo (tem até pão de queijo :D) e o serviço dos meninos é uma fofura – e eles se viram super bem no portunhol, uma graça. Quem quiser testar o cardápio de almoço e jantar por ali (mesmo não sendo hóspede), também vale a pena: tivemos ali um excelente jantar e o almoço completo durante a semana custa 11.500 pesos (+- 23 dólares).

 Os quartos ali, à exceção das duas suítes, são todos do mesmo tamanho: bem espaçoso, com camonas king size, mesa de trabalho grande, coffee facilities e janelões com vista para a cidade (e a cordilheira no fundo, é claro). O banheiro é grande também e as amenities, de marca própria, são bem simpáticas.
Os quartos dos últimos andares ganham o selinho “privilege” e, ainda que mantenham o mesmo padrão geral dos demais, têm edredons de pluma de ganso, jogo de cama de 500 fios e Nespresso.

A internet (wifi), apesar de um pouco inconstante, é grátis para todos os hóspedes, inclusive nos quartos. 
Quanto à localização, vale dizer que ali não há metrô e também não rola muito sair caminhando para outros bairros, como normalmente faz quem está hospedado em Bellavista, Providência ou Las Condes, por exemplo. Por outro lado, a região é bem segura dia e noite e de táxi são menos de cinco minutinhos para o big Costanera Center ou pros restaurantes e nighlife de Lastarria e adjacências. E são só 15 minutos até o aeroporto. 
No quesito infra, tem também um centro comercial dividindo a mesma quadra e um mercadinho bem ao lado da entrada do hotel.
Curti muito. 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.