Hotel review: The Dutch Manor

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
A fachada ultra discretinha entre as maxi colors de Bo Kaap

Nessa visita à Cidade do Cabo, eu queria me hospedar em algum lugar diferente. Nada de Waterfront e nada de City Center, como antes; mas também queria estar razoavelmente perto de tudo, é claro. Então eu nem precisei pensar duas vezes quando me recomendaram um hotel boutique no coloridíssimo bairro de Bo Kaap.

 O Dutch Manor é um hotel com apenas dois anos de existência – mas ocupa um casarão com nada menos que 200 anos de história e por isso mesmo foi registrado como o primeiro “antique hotel” da cidade. A casa de esquina, aparentemente despretensiosa, guarda uma louvável coleção de móveis e objetos com mais de um século de história.

Não era uma graça minha cama?

 Com apenas seis quartos – todos charmosíssimos – consegue um atendimento verdadeiramente personalizado, como só as melhores pousadas brasileiras sabem fazer.  O casal de donos e os funcionários são pura gentileza, mas sem frescuras; a ideia é as pessoas se sentirem mesmo em casa. Cada quarto é equipado com móveis coloniais (as camas são um capítulo à parte) e imensos banheiros novinhos em folha, além de ar condicionado, wifi grátis, cafeteira e TVs de LCD.

 A localização é ótima: são 3 quadras até o burburinho da Long Street e 5 minutinhos em táxi até o Waterfront. Os ônibus da Citysightseeing param literalmente em frente ao hotel – e é dali mesmo que começa o walking tour por Bo Kaap.

A sala do café da manhã

 Cada hóspede escolhe individualmente que horas quer tomar café da manhã no dia seguinte, no horário que bem desejar. O desjejum é servido numa graaaande mesa quadrada rodeada de porcelanas de várias partes do mundo. Frutas, cereais e iogurte ficam no balcão ao lado da mesa; o que mais você desejar você pede e é feito na hora – literalmente – de omeletes a pães saídos do forno, além do café fresquinho e do suco de laranja espremido na hora.

 E sabe qual é o forte do hotel? Mais que casais, com toooodo esse charme romântico, solo travelers!

E diárias deliciosas desde 75 euros na baixa e 95 euros na alta.
Um luxo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.