Lima: pirei por essa cidade

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

A maior surpresa da viagem ao Peru, sem dúvida, foi a cidade de Lima. Eu já estava empolgada, antes de ir, com todos os relatos legais que li e ouvi sobre a capital peruana – sobretudo no aspecto gastronômico. Mas Lima me conquistou defintivamente.  E não só por sua fabulosa gastronomia.
Sim, os restaurantes são incríveis, dos mais simples aos mais refinados, com um tempero espetacular. Mas a cidade vai muito além, despertando aquele tipo de afeto que sentimos por Buenos Aires, sabe? Montes de história em seu centro antigo, hotéis de primeiro nivel, centros comerciais de fazer inveja a muito mall por aí, uma noite badaladíssima, artesanato rico, um por-do-sol de matar quando a névoa que cobre a cidade da folga – e tudo isso com excelentes preços. E ainda tem o Pacífico ali, dando sopa!

Começa que eu já gostei do aeroporto, apesar da burocracia que não me deixou sair dele durante uma conexão de 12 horas na ida. Mas organizado, limpo, com inúmeras opções  para relax, compras e alimentação – incluindo hot spots de internet.

Miraflores é incrível, o bairro do turista por excelência: grandes hotéis, ótimos restaurantes, as feirinhas de artesanato mais legais, o Larcomar e as ruínas de Huaca Pucllana, entre outras cositas. San Isidro também tem ótimos restaurantes e compete com Barranco pela noite mais animada – e bota animada nisso! E o centrinho… bom, o centrinho é passeio para, no mínimo, um dia inteirinho, por entre a Catedral e seus excelentes museus e conventos, uma delícia – e tem até a chinatown peruana, com seus chifas incomparáveis (e imperdíveis).

Quer saber? Fiquei 4 noites e me arrependi. Muito. Deveria ter ficado, no mínimo, uma semana. Ô cidade gostosa de passear, viu? Já tenho destino pras minhas próximas 20 mil milhas acumuladas 😉

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.