Melhores hotéis em Florença

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 2 2 Flares ×

Dicas para quem procura hospedagem cheia de estilo em Florença

 

 

 

 

 

 

Tenho uma longa história de amor com Florença, incluindo múltiplas visitas para temporadas curtinhas, em hotéis, e uma temporada bem longa na cidade, num apartamento alugado, em idos de 2009. Florença é uma cidade que nunca me cansa e nunca deixa de surpreender, mesmo sendo relativamente pequena – volto para lá sempre com os olhos encantados como se estivesse visitando pela primeira vez.

Para quem busca uma hospedagem cheia de estilo e com serviços impecáveis para curtir seus dias na cidade, listo aqui meus hotéis de luxo preferidos em Florença.

Four Seasons Firenze

Dos distintos hotéis nos quais já me hospedei por lá, nunca escondi minha paixonite pelo encantador Four Seasons Firenze, onde já tive o prazer de ficar algumas vezes (tem uma das reviews que fiz, da primeira vez que me hospedei no hotel, aqui). Na última visita, em julho passado, pleno verão italiano, passei alguns belíssimos dias – o hotel, a dez minutos de caminhada do Duomo, é um verdadeiro oásis em meio ao calorão e a muvuca constante de Florença durante a alta temporada.

Algumas coisas mudaram nos últimos tempos no hotel. É claro que o belíssimo bar continua servindo alguns dos melhores drinks da cidade, os jardins privativos do hotel (os maiores do gênero na cidade) continuam impecáveis, a equipe da disputada piscina segue mimando os hóspedes com frozens e frutinhas no palito, o restaurante estrelado continua um escândalo e o spa continua sendo o mais incrível de Florença (os faciais oferecidos ali são uma coisa de outro mundo). Os quartos com afrescos no teto e nas paredes no Palazzo continuam surrealmente lindos, assim como os surpreendentes salões perfeitamente preservados desta antiga mansão renascentista.

Mas o outro prédio do hotel, um antigo convento que divide o mesmo terreno, passou por pequenas mas altamente sugestivas mudanças. Antigamente chamado de Il Conventino, o exclusivo prédio com saída privativa para a Borgo Pinti foi rebatizado de La Villa e ficou ainda mais exclusivo: os elegantes quartos estão ainda mais claros e aconchegantes (muitos deles com vista sensacional para os jardins da propriedade), os banheiros em mármore italiano ainda mais convidativos e agora até as amenidades luxuosas de higiene e banho foram desenvolvidas com exclusividade para esta área do hotel. A ideia é que quem se hospede ali possa usufruir do sossego e do anonimato, com recepção, entrada, lounge e restaurante próprios, além de staff exclusivo.

Além disso, agora os hóspedes do La Villa recebem uma garrafa de vinho italiano cortesia juntamente com o empréstimo (também sem custos) de uma das belíssimas cestas de picnic da propriedade – é só abastecer onde quiser com os pães, queijos e demais produtos de sua preferência e curtir os belos dias na cidade com um típico momento de dolce far niente.

 

 

Villa Cora

O hotel Villa Cora, parte da Leading Hotels of the World, na minha opinião, disputa “pau a pau” o título de hotel mais espetacular de Florença.  O hotel fica numa antiga villa aristocrática construída no final do século XIX pelo arquiteto Pietro Comparini (com enorme ecletismo de estilos) para o barão de Oppenheim – e dentro de um parque secular belíssimo (dentro do qual está também o Giardino de Boboli), nas colinas de Florença.

A antiga mansão, que já foi um dos maiores símbolos mundanos da cidade em outros tempos, hospedou personalidades como a princesa Eugenia de Napoleão e artistas como o pianista Claude Debussy. Convertida em hotel no final dos anos 60, virou mesmo o que é hoje (em termos de hotelaria) somente em 2010, ao abrir já como “Villa Cora hotel”, após uma gigantesca reforma de mais de três anos.

O hotel fica distante do centrinho da cidade, mas a vista de qualquer quarto ou área comum não poderia ser mais impressionante, com Florença inteirinha se descortinando no horizonte (e há um serviço de shuttle para os hóspedes irem ao centro em alguns horários do dia). A mansão ainda é a mesma, com o pé direito altíssimo dos andares, as portas gigantescas de alguns dos quartos, as escadarias, os zilhões de espelhos e os suntuosíssimos salões da época, hoje áreas comuns como lobby, restaurante, recepção etc – preservados com maestria e hoje em boa parte decorados com móveis contemporâneos. Os quartos, em grande parte decorados com móveis de época, têm decorações distintas uns dos outros – e as chaves ainda são as mesmas antigas chaves, pesadonas, de outrora.

O Villa Cora, além do serviço irretocável, também conta com um belíssimo spa subterrâneo e um terraço panorâmico de onde se tem uma impressionante visão de 360 graus de Florença e de outras cidadezinhas e vilarejos toscanos dos arredores. O adorável café da manhã, que mescla um gigantesco bufê e itens à la carte servidos com esmero, tem trilha sonora ultra contemporânea num ambiente mezzo barroco, com porcelanas seculares. O restaurante da propriedade, com poucas mesas e ótimo serviço, é excelente e uma tremenda opção para jantar, mesmo para quem não se hospeda no hotel.

 

 

Outros hotéis

Alguns outros hotéis de luxo de Florença dos quais eu também gosto bastante incluem nomes como o JK Place, um incrível hotel boutique que de fato parece uma tremenda casa e não um hotel – mas com serviço simplesmente irretocável e exclusividade em todos os detalhes. Parte da Small Luxury Hotels, esse hotelaço fica em plena Piazza Santa Maria Novella, numa das melhores localizações possíveis na cidade – e eles entregam aos hóspedes no check in um guia de bolso ultra estiloso para curtir lugares fora do óbvio em Florença. E tem um ótimo restaurante/bar ao ar livre na praça para a hora do almoço.

Também gosto muito dos hotéis da Lungarno Collection. A rede tem quatro ótimos hoteis na cidade (Portrait Firenze, Hotel Lungarno, Continentale, Gallery Hotel Art) e ainda o Lungarno Apartment – sempre valorizando muito a arte contemporânea em todos eles. Seu melhor restaurante é o incrível Café dell´Oro, ao lado da Ponte Vecchio, e o rooftop do Continentale é merecidamente considerado um dos melhores bares da cidade – e dono da melhor vista.

Outro hotelaço é o Villa San Michele, parte da coleção de hotéis da ultra luxuosa Belmond, que fica incrustado no topo de uma colina de Florença. A villa, num mosteiro renascentista do século XV, tem sua incrível fachada atribuída a Michelangelo – entre jardins incríveis, repletos de limoeiros e roseiras.  São apenas 45 quartos no total, todos com mobília customizada, sem abrir mão das características originais da villa histórica (distribuídos no mosteiro em si e num anexo mais recente). O hotel tem ótimos bares e restaurantes e também uma escola de culinária, a Buono Buoníssimo, sob comando do chef Attilio Di Fabrizio.

(imagem divulgação da Belmond)

 

Em tempo: todos esses hotelaços mencionados aqui neste post são parte ativíssima do incrível projeto Firenze Yes Please, sobre o qual já contei aqui no ano passado e que acho uma das iniciativas mais bacanas da iniciativa privada no turismo nos últimos tempos.

Clique aqui para:

Search Hotels

Destination
Check-in date
Check-out date
2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 2 2 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.