Minha experiência na Casa Terrazas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Pra encerrar a série de posts sobre Mendoza aqui no Pelo Mundo, faltava eu falar da hospedagem. Claro, existem N opções para se hospedar ali, das “hospedajes” mais simplinhas aos hotéis mais hypados (como o Hyatt que fica bem no centrinho, localização superb, assim como o Intercontinental). Mas de uns dois anos pra cá, muitas das bodegas começaram a abrir suas casas para os turistas – casas que antes recebiam apenas convidados e funcionários da própria vinícola e agora recebem também viajantes do mundo inteiro. Sejamos francos: tem maneira mais peculiar de conhecer Mendoza que dormindo e acordando todo dia DENTRO de uma vinícola, cercado por vinhedos? Eu, particularmente, acho que não.

Então eu adorei me hospedar também na Casa Terrazas (798 pesos com café). O legal é fazer isso: se hospedar na casa de uma vinícola que você realmente curta, cujos vinhos você conheça e aprecie, pra coisa toda ter sentido. Deixo aqui umas fotinhos pra vocês verem que graça de hospedagem:

 Deliciosos e demorados banhos de banheira à noite pra ficar sempre revigorada pro jantar

 Os quartos todos têm nomes dos tipos de vinhos produzidos pela vinícola ao invés de números

 Espaços comuns muito bem decorados, e com jeito de casa mesmo e não de hotel

 Internet wifi na casa toda grátis, e uso do computer do corredor gratuito também.

 Se tivesse feito tempo bom, teria aproveitado super esse jardim!

Só assinalo dois inconvenientes: 1) a Casa é longe do centro, então há que se computar nos gastos também as despesas com deslocamento aos restaurantes do centro e demais bodegas, que vão ser mais altinhos mesmo. 2) Como tem clima de “casa” e não de hotel, não possui recepção; apesar da informalidade ser muito bacana e todos os funcionários sejam fofos e eficientes, acho que faz falta ter um funcionário ali, sempre, pra ser a ponte entre hóspedes e casa.
Mas no saldo final? Adorei! O preço é mais altinho, mas a experiência foi verdadeiramente autêntica – uma delícia acordar rodeada de vinhedos e com o ir e vir dos funcionários da bodega logo em frente. Bom pra entrar no clima 😀 E café da manhã charmoso, com medialunas quentinhas e alfajores mendocinos, incluído na diária; internet funcionando super bem; funcionários atenciosos e segurança eficientíssima na hora dos hóspedes entrarem e saírem; quarto e áreas comuns aconchegantes e bem cuidados. Pra voltar.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.