Museo del Carnaval: pequeninho, mas interessante

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Pessoalmente, não curto a área onde fica o Museo del Carnaval, ali tão grudadinho no porto. Mas a escolha do lugar é bastante compreensível, já que um graaaande percentual dos turistas que visitam Montevidéu são cruzeiristas. E, no fundo, todo mundo que visita a capital uruguaia pela primeira vez, vai ali dar seus rolês pelo porto e pelo mercado, certo?

O museu, inaugurado no finzinho de 2006, é pequeno. A área é razoável, mas o material exposto é bem limitado – tem um espaço bem grande para os ensaios de Carnaval, um café e outro para teatro e mostras itinerantes.

 Mas, apesar do acervo pequeno, é interessante – sobretudo pra gente entender o candombe e as noches de llamadas, que são tão diferentes do nosso Carnaval.

 Lá você fica sabendo que os festeiros, na verdade, são os uruguaios; afinal, o Carnaval deles adquire area baianos e dura exatas 40 noites, começando ainda no finzinho de janeiro. E conhece os personagens (e seus porquês) do universo do candombe, o sentido das llamadas e, como é interativo, além das roupas e objetos, tem também os ritmos carnavalescos uruguaios pra gente ouvir e entender as diferenças.

Não deixe de ver, no fundo do teatro, uma coleção bacaninha de máscaras de Carnaval do mundo inteiro.
Aos interessados: rolam ensaios de Carnaval lá todo final de semana nessa época.

Serviço:
de 3a. a Domingo, 11 às 17h.

Entrada: 65 pesos uruguaios por pessoa (45 pesos – mais ou menos R$4,50 – para visitantes do Mercosul)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.