Nadar com golfinhos: eu recomendo ;-)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 No ano passado, antes de nadar com golfinhos pela primeira vez, eu pesquisei muito, muito mesmo, e só topei porque a empresa tinha ISOs e certificados garantindo que os animais não eram maltratados e que eram corretamente alimentados. Eu fui e amei: eu, que não tenho nenhum tipo de intimidade com nenhum tipo de animal, me apaixonei perdidamente pelo ato de nadar com os golfinhos.

 Por isso mesmo, esse ano, na Jamaica, eu fiz questão de repetir a experiência. Embarquei no passeio da Dolphin Cove, que garante seguir todos os protocolos ambientalistas para exercer a atividade e ostenta vários certificados no local.

 A brincadeira não é barata, não; são 120 dólares por pessoa. A gente literamente vira criança – olhando as fotos, tá todo mundo puro sorriso o tempo todo – e sai de lá leve, leve, leve com todo aquele carinho, entre nadar, beijos, danças e até cantoria. Fofura.

  A experiência de verdade com os golfinhos dura lindos 50 minutos – e vale o quanto custa, acredita. Mas também dá direito a observar tubarões, nadar com arraias e curtir a bela praia do local – tem gente que passa ali um dia inteirinho.

 Quem não tem coragem de nadar, pode só tocar e beijar os fofuchos, na beira d´agua.

 São duas unidades: em Negril e em Ocho Rios, as duas grandes vedetes do turismo jamaicano. A unidade de Negril ainda tem dois curiosos dromedários (!!!) pra quem quiser dar uma voltinha for free e a Ocho Rios tem um belo bosque, com direito a macaquinhos, iguanas e outros animais.

Fofura mesmo.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.