O deserto da Namíbia

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
O cenário é assim, desolador, durante grande parte do passeio…

 Quase um quinto da Namíbia é deserto – isso a gente vê de bem longe, quando o navio ainda nem alcançou a costa, numa imensidão sem fim de areia e dunas. Especialistas garantem que trata-se do deserto mais antigo do mundo.

… e igualmente fascinante.

 Por isso mesmo, uma das coisas que eu mais queria ver na Namíbia era seu deserto, e bem de pertinho. Então no nosso segundo dia aportados em Walvis Bay, eu saí bem cedinho num passeio de 4×4 pelo deserto.

As Moon Mountains

 Tomamos – yes! – parte da Calahari Highway, a gigante estrada que atravessa vários países africanos, e alcançamos o Parque Nacional Naukluft. A estrada toda é tomada por avisos em forma de ponto de exclamação para alertar o motorista sobre o perigo de tempestades de areia na área (mais comuns de maio a julho).

As plantinhas disfarçadas de musgo…

… e começando a ficar verdinhas enquanto caem gotinhas de água nelas

 Entre muitas andanças ao longo do dia, vimos de pertinho a Wilwitschia, uma planta gigante que pode viver até 1500 anos bem no meio do deserto, longe de tudo;  cervos, kudus e outros animais comuns à região; e as plantas Lichen que, de cor preta, ao receberem um pouquinho de água, ficam verdonas de imediato.

A gigante Wilwitschia em close…

… e servindo de referência proporcional 😉

Não é o bichinho mais curioso ever??? #momentoNatGeomodeon

 Mas nada foi tão legal quanto atravessar as Moon Mountains que, obviamente, realmente fazem a gente se sentir numa paisagem lunar – nenhum verde, nenhum movimento, nem uma gota, nem um som além do sacolejar do carro.

Outro bichinho curiosíssimo

Um veadinho aqui…

… umas eminhas ali.

 E deserto que é deserto tem que ter oásis, né? Por isso mesmo, antes de terminar o passeio, demos uma passadinha básica pelo Goanikontes, um dos principais da região.

Show.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.