O melhor de Santiago

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Que Santiago tá cada vez melhor, a gente já cansou de ouvir e ler – eu também já escrevi bastante isso. Com os miles retornos meus ao Chile, sobretudo nos últimos 3 anos,  acompanhei como a cidade está mudando – evoluindo, na minha opinião – num ritmo maluquete mesmo, de tão acelerado.
Ganha o turista. Santiago não é das minhas cidades favoritas do mundo, não; ao contrário do Chile que, definitivamente, é um dos meus países favoritos no mundo. Mas venho achando Santiago cada vez mais sedutora, tentadora, gostosona.

É verdade que faltam a Santiago o sex-appeal das capitais européias e os preços suuuuper convidativos de Buenos Aires. Mas, em experiências gastronômicas, já não deve mais nada a ninguém: além dos “clássicos” Como água pra chocolate (que eu nem sou tão fã assim, btw) e Astrid&Gastón, impossível não se apaixonar pela cozinha de lugares deliciosos e despretensiosos como o Barandiarán e o Boragó; ou o ambiente adorável da Coquinaria, por exemplo. E aqui eu poderia listar mais uma infinidade de restaurantes, cafés e bares que andam fazendo a cidade cada vez melhor.

Hotelaria ainda capenga: ou você investe alto no ótimo Ritz-Carlton ou no lindo de morrer W ou se dá mesmo por satisfeito por hotéis mais antigões e sem charme, mas com preços mais razoáveis.
Atrações? Não param de surgir novidades, dos museus aos arredores maravilhosos. Aliás, lá no Saia pelo Mundo falo sobre hotel em vinícola fazendo promoções pras férias, novos museus santiguianos e passeios nos arredores pra quem quer curtir neve e ski. Tem pra todo mundo, vá. Passa lá 😉

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.