O nosso “jeito” de viajar

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
Uma viagem sem várias paradas para o café-com-people-watching pra mim, hoje, é impossível

Semana passada, o blog Twenty-something travel publicou um post interessante contando como, em pouco tempo, a autora mudou – e muito – seu jeito de viajar. E o post acabou gerando discussões de vários top travelers sobre o tema.
Foi em meio a essas discussões em pleno twitter que me dei conta, e rapidinho, do quanto eu mesma mudei meu jeito de viajar nos últimos anos. Não só na maneira como hoje eu priorizo muito mais o meu próprio conforto nas minhas viagens (sim, eu fiquei mais chata com o passar dos anos 😳 ) mas na própria maneira como eu usufruo dos destinos hoje em dia, sem aquela “obrigação” de visitar tooooodos os lugares, toooodas as atrações, fazendo aquela jornada turístic das 9 da manhã às 9 da noite sem parar.
Acho que hoje, honestamente, eu curto muito, mas muito mais cada lugar no qual piso; e amo cada vez mais o slow travel, mesmo que eu não tenha muito tempo no destino. Não importa se tenho dois ou dez dias numa cidade, que delícia é fazer tudo tranquilamente, sem pressa, sem sofreguidão, sem desespero, sem excesso de cansaço, me dando ao luxo de parar pra tomar um café e ver a vida passar aqui e ali.
A bem da verdade, “aquele nosso jeito de viajar”, aposto, mudou para todo mundo. Não importa qual era esse seu jeito, mudou. Tenho certeza. Porque o universo das viagens em geral mudou muito, e acho que pra melhor. Hoje a gente tem acesso rápido, praticamente imediato, às novidades do setor, aos lançamentos, às ofertas – só não se informa sobre viagem quem não quer. Hoje a gente compra a maior parte das nossas viagens sozinho, nós mesmos, geralmente online – e ainda pede ajuda aos amigos no twitter, no Facebook etc. Hoje a gente dificilmente planeja uma viagem com um ano de antecedência – e temos MUITA informação disponível o tempo todo, sobre qualquer lugar do globo. Hoje compramos tickets para museus online antes de embarcar para não perder horas em filas. Hoje, viajar, não importa o seu estilo, ficou muito mais simples e muito mais acessível – a gente vai pra um lugar sem achar que vai ser necessariamente a única vez na vida que vai pisar naquele canto e, via de regra, volta de uma viagem já planejando a seguinte.
Vai dizer que não mudou pra você também?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.