Para viajar gastando menos esse ano

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×


Outro dia eu postei la no Saia pelo Mundo uma compilacao das dicas para viajar com mais inteligencia que o Frugal Traveler do NYT que eu tinha resolvido acatar. Pois um leitor me enviou um link super bacana, do mesmo jornal, de outra colunista que eu adoro, a Practical Traveler, entitulado “10 Ways to Cut Your Travel Costs This Year Sign”. Entao, aqui vai uma compilacaozinha das dicas mais legais que ela da pra gente viajar mais gastando menos esse ano, adaptando-as ao nosso universo:

1. Se vc ainda nao tem, abra uma conta no twitter ja, agora, nesse minuto. Cada vez mais viajantes andam sendo beneficiados pelo twitter, ja que ali a gente tem acesso a uma gama imensa de informacoes de viagens, incluindo promocoes de hotelaria e companhias aereas que so rolam ali. Nao de bobeira. Vc me encontra, como vc ja sabe, no @maricampos.

2. Procure viajar nas datas mais baratas. Atraves de ferramentas como ITASoftware.com ou Kayak.com vc consegue ter opcoes flexiveis de datas e precos. Com jeitinho, quem sabe da pra encaixar os precos mais em conta nas suas ferias, mesmo que nao seja exatamente nas datas que inicialmente vc tinha pensado? Ela fala tambem da Bing Travel, da Microsoft – mas essa eu confesso que ainda nao testei.

3. Considere outros aeroportos. Quem quer sair de Congonhas ou Cumbica, em Sampa, por exemplo, pode tambem considerar Viracopos, em Campinas, para tentar encontrar precinhos mais camaradas. Muitas vezes funciona.

4. Va na contramao. A gente sabe que viajar na sexta de Carnaval a noite e voltar na quarta de Cinzas de manha sao periodos tradicionalmente caros para se voar. Assim como os hoteis tambem triplicam seus precos no Carnaval, em Corpus Christi e no Reveillon. Se vc conseguir viajar fora dos feriados ou tiver flexibilidade para viajar uma noite antes ou depois, provavelmente vai pagar menos. Assim como voos suuuuper cedo ou corujoes tambem costumam ser mais baratos.

5. Continue checando os precos mesmo depois de reservas pre-pagas. Normalmente, depois que a gente compra um voo e reserva um hotel, a gente simplesmente para de fucar o assunto, ne? Do tipo nao ver para nao sofrer. Mas isso nao vale se vc tiver comprado atraves de sites como o Travelocity.com ,que promete te devolver a diferenca (antes do check in, ‘e claro) se vc encontrar o mesmo quarto que comprou por um preco menor.

6. Viaje de onibus. Essa o Frugal Traveler tambem defende e eu apoio. Se vc vai mesmo viajar em periodos de feriados ou festas, em que os precos das passagens aereas costumam disparar, e os trajetos nao sao demasiadamente longos, va de onibus, que certamente vai sair mais barato. Inclusive no exterior, onde ha empresas ja tradicionalmente baratas como a Megabus que, vez ou outra, fazem loucuras do tipo assentos a 1 libra. E vc ainda tem mais espaco para suas pernas que na economica de um aviao.

7. Aposte na sorte. Comprar hoteis “no escuro” esta ficando cada vez mais comum. Quem ja usou o Hotwire.com, por exemplo, nao sabe mais viver sem ele. Funciona assim: vc escolhe um hotel pelos servicos e facilidades que ele oferece, pela localizacao e pelo numero de estrelas. E so depois da confirmacao do pagamento com seu cartao de credito eh que vc fica sabendo exatamente em que hotel ficara hospedado. Da um medinho, mas quem fez nao se arrepende, porque as redes trabalham com grandes cadeias, como Hyatt, Marriott etc. Pra viagens de ultima hora, dificil achar pechincha melhor. Priceline.com e Lastminutetravel.com tambem funcionam assim.

8. Aposte no aluguel. Outra tendencia cada vez mais forte no mercado de viajantes ‘e a onda de alugar seu proprio imovel no destino a ser visitado, seja por apenas uns dias, uma ou duas semanas ou um mes inteiro. Sai, sem duvida, muito mais barato que qualquer hotel. Nao tem camareira nem cafe da manha pronto ao acordar, mas ha uma liberdade impressionante – sem contar o prazer de “morar” no local, indo ao mercado, ‘a padaria etc. O meu predileto ‘e o VRBO.com

9. Sinta-se em casa. Tambem nao para de crescer o numero de adeptos da troca de casas e do “couch surfing”. Em sites referenciados, e tomando as devidas precaucoes, tem muita gente que hoje quase so viaja assim. E nao pense que ‘e so pra mochileiro, nao; a terceira idade anda entrando com tudo nesse mercado, sabia?

Bora colocar em pratica tudo isso?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.