Paris no meio do (meu) caminho

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Costumo dizer que Paris está sempre no meio do meu caminho; vira e mexe dou um jeitinho de conciliar ao menos uma paradinha na cidade ao visitar outro destino. Agora, na viagem ao Egito, comprei os bilhetes com a AF só para facilitar um stop over na cidade 😀

É que Paris é sempre boa sempre pra mim. Sozinha, acompanhada, tanto faz. Não escondo que é essa minha cidade favorita no mundo. Foram apenas 3 dias, mas dias incríveis de um inverno rigoroso, do jeito que eu gosto, com direito a muitos reencontros (amigos parisienses e amigos brasileiros que vivem por lá), uma estadia absolutamente memorável no estupendo George V (falarei dele num outro post, bien sur) e uma infinidade de programetes deliciosos pela cidade, de chás da tarde a tratamentos de spa e encontrinhos com amigos nos bares mais descolados da cidade.
Uma das suítes do divino-maravilhoso George V (Four Seasons Paris)

Adorei o G´Bar que fica no Renaissance Le Parc Trocadero , bem pertinho da Torre Eiffel. Trata-se do primeiro Gin Bar de toda a França, oferecendo mais de 30 rótulos diferentes da bebida, além de uma extensa carta de drinks e coquetéis feitos com ela (além dos clássicos, é claro). Ali, até a Gin Tonic é diferente, servida com uvas amassadas no fundo do copo. Pequenininho, é super aconchegante e contemporâneo na decoração; ótimos drinks (fiquei com o Flower Power, delicioso), bom serviço e um barman super atencioso que vai de mesa em mesa para fazer sugestões e conferir se a bebida agradou.

No G´Bar até os macarrons são de gim!

Fiquei ENCANTADA com o LeRoyal Monceau, um hotelaço mega contemporâneo ao lago do Arco do Triunfo que tem de restaurante Nobu a galeria de arte dentro dele. Mas me rendi mesmo ao seu bar, vibrante e movimentado o tempo todo; ali tomei um encantador chá da tarde com direito às pastisseries fenomenais de Pierre Hermè (a cidade estava em puro clima de Valentine´s Day quando fui) na parte lounge mas também aproveitei a passagem do período da tarde para a noite (o local lota às 18h!) para experimentar a vibe jetsetter da parte bar provando o icônico Passion, o drink que George Clooney e o barman do Cipriani de Veneza criaram para o hotel – delicioso!

As delícias do high tea do Royal Monceau…
… e close nas maravilhas by Pierre Hermé que eles servem

 A querida Martinha (darling!!!), que mora na cidade, me levou ao divertido Lizard Lounge (18 Rue du Bourg Tibourg), bem no coração do Marais.  Os drinks são absolutamente comuns, sem novidades; mas são baratinhos. E o ambiente é todo descolado, com excelente trilha sonora (se quiser pegar mesa, tem que ir antes das 21h).

 E fechei a viagem com chave de ouro sendo levada por duas amigas francesas mega queridas (bisous Marine et Mélissa!) para jantar no 180 Only, um adorável restaurante efêmero que durará, como seu próprio nome diz, apenas 180 dias. Fica dentro do Pullman Paris Tour Eiffel, literalmente de cara para a Torre. As paredes são todas envidraçadas justamente para ninguém perder nem um segundo da vista espetacular – e, é claro, todo mundo para tudo quando a torre cintila de hora em hora (tem também um balcão externo para quem quiser tirar fotos). Serviço ultra simpático e informal, pratos caprichados e ainda tem um exclusivo Veuve Cliquot Bar para os mais empolgados.

Oh la la. Hemingway tinha mesmo razão: Paris é sempre uma festa :* 
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.