Hotel review: Ritz Carlton Montreal

23 Flares Twitter 5 Facebook 15 Google+ 3 Pin It Share 0 23 Flares ×

Ritz Carlton Montreal O icônico hotel de um dos mais comentados casamentos de Liz Taylor

 

 

 

 

Inaugurado em 1912, ele foi nada menos que o primeiro hotel Ritz-Carlton do mundo. Foi também ali, em idos de 1964, que Elizabeth Taylor e Richard Burton se casaram de última hora na Royal Suite. Hoje, o dono da propriedade é um senhor que começou na rede hoteleira jovenzinho e como um simples funcionário. Por essas e outras, o Ritz Carlton Montreal é até hoje considerado o mais icônico hotel de Montreal.

Ritz Carlton Montreal

Fechado em 2008 para um extreme makeover que custou mais de duzentos milhões de dólares, o hotel reabriu suas portas no ano passado com cara de novo – mas sem perder o charme que fez sua fama. O lobby, o grand ballroom, o Palm Court, a fachada, os elevadores – isso continua tudo igualzinho, ainda que tenha sido, logicamente, restaurado. Mas ganhou piscina térmica de água salgada na cobertura, os quartos ganharam decoração contemporânea e bem mais estilosa, o restaurante virou nada menos que uma Maison Boulud. Visita-lo, mesmo para quem não se hospeda lá, é programão.

Maison Boulud

Maison Boulud

São apenas 129 quartos espalhados em onze andares. A localização, na minha modesta opinião de quem visitou a cidade pela primeira vez, é sensacional: ocupa um quarteirão inteiro da Sherbrooke Street, a principal avenida de Downtown, a meros passos das boutiques mais icônicas da cidade, do comércio da rue Saint Catherine, dos melhores museus e de bares descolados para a happy hour. Há uma estação de metrô a uma quadra da porta do hotel e o centro antigo da cidade (Old Montreal) está a cerca de 20 minutos de caminhada (ou menos de 10min em táxi).

Ritz Carlton Montreal Ritz Carlton Montreal

Fiquei num quarto deluxe king, a categoria básica do hotel. A decoração mescla o tradicional e o moderno do mármore do banheiro às facilidades tecnologicas do quarto, com a cor creme predominante sendo cortada aqui e ali por um detalhe colorido. Há tomadas de todo tipo e carregadores de usb e ipod também, inclusive na cabeceira. A escrivaninha tem o melhor kit de trabalho que já vi, com direito a post-its, durex, régua, borracha e até tesoura, entre outras coisas. As amenidades do banheiro são da luxuosa marca britânica Asprey. Internet, chá e Nespresso são gratuitos para os hóspedes, inclusive nos quartos.

O simpático kit escritório

O simpático kit escritório

Ritz Carlton Montreal Ritz Carlton Montreal

O café da manhã (não incluído na diária) é servido em sistema buffet no restaurante de Daniel Boulud, no mesmíssimo espaço que recebe comensais para almoço e jantar, com direito a área interna e externa, incluindo um jardim original da propriedade com lago e… patos.

Ritz Carlton Montreal

Almocei na Maison Boulud num dos dias da minha estadia e, além do serviço sempre casual e impecável ao mesmo tempo dos restaurantes dele, o menu executivo completo vale 35 dólares. O restaurante está obviamente aberto também para não hóspedes para as três refeições e seguramente vale a visita.

Ritz Carlton Montreal

A estreita piscina coberta de água salgada do último andar conta um solário estilo rooftop, com vistas lindas para a cidade. No mesmo andar há também academia e sauna (não há spa).

Para quem quiser se hospedar lá, vale ficar de olho: durante o verão, rola promoção de 50% off para a terceira noite e, no inverno, o desconto já vale para a segunda noite.

23 Flares Twitter 5 Facebook 15 Google+ 3 Pin It Share 0 23 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.