Santos para crianças: um passeio pelo Orquidário e pelo Aquário

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Não tenho filhos, mas saio e viajo às vezes com amigos que têm. E tô prestes a ganhar meu primeiro sobrinho, então esse universo cada vez mais me interessa 😀

Que criança, em geral, adora praia a gente já tá careca de saber; afinal, todos nós já fomos uma um dia 😉 Então um destino litorâneo, como Santos, por si só já teria atrativo suficiente para entreter a molecada.
Mas nessa viagem da semana passada, convidada pelo Mercure Santos (review aqui), mais que no mar, na areia, na piscina, nas bicicletas na orla, eu vi mesmo a criançada pirar na batatinha em dois passeios específicos: no Orquidário e no Aquário de Santos (o ticket combinado para as duas atrações custa R$8 adulto e R$4 criança).
Não é de se estranhar, claro: os dois lugares estão lo-ta-di-nhos de animais de todo tipo e a empolgação das crianças com eles, sobretudo os menorzinhos, falando, apontando, pulando de animação, foi mesmo um barato (um garotinho levou o aquário às gargalhadas ao gritar “mãããããããe, vem ver as piranhaaaaaas!” 😀 )

 Orquidário
O Orquidário foi uma surpresa, de tão bem cuidadinho que está. Muita vegetação e muitas flores diferentes em caminhos sinuosos com direito a pontezinhas sobre lagos e até um parquinho sobre piso emborrachado. A estufa foi o único local que não me pareceu bem cuidado, com as orquídeas já nos últimos suspiros – e estava mesmo TÃO quente lá dentro que estava vazia.

 Várias espécies diferentes de pássaros circulam pelo parque; e um lindo flamingo se escondia dos holofotes no laguinho 😉  Ainda cruzei com pacas se alimentando aqui e ali e causando alvoroço na criançada, e os pequenos também se amontoavam diante das jaulas do crocodilo e do gato do mato. Ficaram no maior momento “óiiin” quando viram a veterinária dentro da jaula do macaco com o bichinho em seu colo, no maior chamego.

 O parque é maior do que aparenta por fora mas está todo cheio de plaquinhas para ninguém se perder ali dentro ou deixar de ver algum cantinho. Gostei muito das áreas “sensoriais” do parque: cantinhos com instruções tipo “feche os olhos e ouça” e outros com texturas, como a área de diferentes tipo de solo, que fazia a alegria das crianças pisando de um canto a outro.

Aquário

 Fiquei com algumas ressalvas pessoais com a maneira com que alguns animais são mantidos ali, mas não sou bióloga ou veterinária para poder palpitar sobre isso. A excitação das crianças no aquário era evidente, grudando literalmente as carinhas no vidro a cada animal novo que viam – lembrei muito da Viajando com Pimpolhos 😛

 E já aviso aos papais e mamães que por ventura leiam esse post que elas ficam mais frenéticas ainda na lojinha à saida :))))

 Achei que os pinguins e o leão marinho (só tinha um, ao menos no dia que fui) seriam os naimais preferidos da garotada; mas, pelo que vi, os pais se empolgaram mais com eles que os filhos.

A criançada pirava mesmo frente ao aquário dos tubarões – e os “peixinhos Nemo” também causavam uma algazarra tremenda.

São tantos aquários diferentes que dá bem para passar umas duas horas inteiras com os pequenos por ali.

Quem disse que o sapo não lava o pé? 😛

Juntando as duas atrações (encontrei várias famílias que tinha visto no Orquidário depois no Aquário), acho que fica uma tarde inteirinha bem boladinha de entretenimento para os pequenos.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.