Escapada a Somontano

24 Flares Twitter 16 Facebook 7 Google+ 1 Pin It Share 0 24 Flares ×
A encantadora Alquézar

A encantadora Alquézar

Das vinícolas e trufas negras aos esportes de aventura e lindeza de vilarejos como Alquézar, Somontano é programaço para quem visita a Espanha

 

 

 

Sou tão óbvia que não consegui disfarçar nem mesmo nas redes sociais que Somontano foi, de longe, minha região vitivinícola espanhola preferida deste giro feito agora em fevereiro de 2014. Foi um giro curtinho, de uma semana, que incluiu também vinhedos nos arredores de Madri e na região de Rioja, como conto neste post aqui, antes de explorar Madri e Tenerife. Mas foi suficiente pra eu já começar a pensar em voltar a Somontano com mais tempo para conhecer a bela região mais profundamente.Vinícolas na Espanha

Somontano

As vinícolas de Somontano são mesmo bacanudas  (virou D.O.C, denominação de origem controlada em 1984, e hoje tem até a Ruta del Vino de Somontano) e eu gostei bastante dos vinhos que provei (sobretudo na Viñas del Vero e na Blecua). A paisagem é linda, com os vinhedos se espalhando por entre cânions imensos e de muitas das vinhas a gente consegue ver ao longe os Pirineus, uma lindeza – mas há vários outros atrativos além da vida de bodega em bodega. No inverno, estações de ski como Candanchú ou Formigal fazem sucesso, sobretudo entre espanhóis e franceses.

Vinícolas espanholas

 

Somontano

Da primavera ao outono, rolam montes de esportes de aventura, sobretudo escaladas dos cânions e trekkings pelo parque nacional Ordesa y Monte Perdido (patrimônio da UNESCO), E ainda tem festivais culturais importantes por ali como o festival de cine de Huesca, é território por excelência das trufas negras espanholas (Somontano, assim como a italiana Piemonte, pode ser traduzido por “pé da montanha” e a empresa Trufa Pasión é uma das que vende e exporta produtos à base de trufas dali) e tem alguns dos restaurantes mais badalados da Espanha (como o ótimo Lillas Pastia).

Somontano

Pratos ~básicos ~ com trufas em Somontano…

Lillas Pastia

… e o chef do Lillas Pastia segurando uma trufa igualmente ~basica~ da região 😛

A paisagem é variada e mistura vinhedos, os Pirineus, oliveiras, rios, cânions, vilarejos medievais e até arte rupestre no  Parque Cultural del Río Vero (declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO) e, além do clássico esporte de ir de degustação em degustação de vinhos 😀 , a região também é queridinha de alpinistas, ciclistas e fãs de trekking e canyoning.
Os cânions de Somontano (Alquézar)

Os cânions de Somontano (Alquézar)

 

Minha “atração” favorita foi a cidade amuralhada de Alquézar, vila medieval sobre as montanhas na fronteira com o parque nacional de la Sierra e o parque cultural do rio Vero. A estrada até lá já é linda, com vinhedos, cânions, túneis e pontes impressionantes. O portal gótico de entrada, sua bela Plaza Mayor (de pórticos e casinhas de diferentes estilos arquitetônicos) e a impressionante Colegiata (antiga fortaleza muçulmana do século IX convertida em igreja e monumento nacional) são os grandes destaques dessa cidade gracinha. E o mirante “sonrisa del viento”, bem à entrada de Alquézar,  tem uma vista imperdível.

O centrinho de Alquezar,,,

O centrinho de Alquezar,,,

 

... e as tradicionais patas para proteção e fartura na porta das casas

… e as tradicionais patas para proteção e fartura na porta das casas

Dormi no simples mas honesto Hotel Villa de Alquézar, que ocupa um prédio medieval lindo de Alquézar e tem bela vista da cidade dos quartos nos andares mais altos – é boa base para passear por Somontano. De mesma vibe, ambém são bem cotados e têm ótimo preço ali na região os hotéis Boutique Maribel e Casa Javier.

A bela vista do meu quarto no simplão Villa de Alquezar

A bela vista do meu quarto no simplão Villa de Alquezar

 

Como chegar: o trem de alta velocidade AVE conecta Somontano (através da cidade de Huesca) a Madrid, Zaragoza , Barcelona e Sevilha em diferentes horários diariamente..

24 Flares Twitter 16 Facebook 7 Google+ 1 Pin It Share 0 24 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.