Escapada de Sydney: bate-e-volta a Hunter Valley

24 Flares Twitter 5 Facebook 13 Google+ 4 Pin It Share 2 24 Flares ×

DSC_0054 Distante duas horas de carro, a mais antiga região vinícola da Austrália é programaço para quem visita Sydney

 

 

 

Minha viagem à Austrália acabou tendo que ficar mais curta do que eu pretendia – até porque, e falarei disso em outro post, o país é mais caro do que eu previa – e acabei cortando do meu roteiro original vários lugares que queria muito conhecer, como Melbourne, por exemplo.

Mas, mesmo com tanto enxuga-enxuga na minha viagem, eu não conceberia conhecer a Austrália sem ver nem um pouquinho de seus vinhedos. Então aproveitei a semana em Sydney para fazer uma das escapadas mais legais que se pode fazer dali: conhecer os vinhedos do Hunter Valley.

Hunter ValleyHunter Valley

O Hunter Valley, também em New South Wales, é a mais antiga região vinícola da Austrália (as primeiras vinhas do vale teriam sido plantadas na década de 1820). Nos últimos anos, ficou famosa também por suas escolas de culinária, lojinhas tipo gourmet (a região é cheia de produtores locais de queijos, chocolates, charcuteria e azeites), galerias de arte e campos de golfe. E são mais de 150 adegas abertas à visitação do público por ali.

Hunter ValleyHunter Valley

No quesito vinhos locais, o semillon é a grande vedete do Hunter Valley e está presente em todas as degustações locais – mas também há ótimos exemplares de shiraz, chardonnay, cabernet sauvignon e, veja só, verdelho. Aliás, as degustações por ali, além de deliciosas e extensas (a maioria delas coloca 10, 12 vinhos no páreo), são em geral gratuitas para os vinhos das últimas safras. Sim, grande parte das vinícolas não cobra um centavo pela degustação; e muitas outras cobram preços super camaradas (normalmente 5 dólares australianos) que depois viram vale-desconto se o visitante comprar qualquer vinho da casa.

Hunter ValleyHunter Valley

O vale fica a cerca de 2h de carro do centro de Sydney, rumando ao norte. Newcastle, na costa, é a cidade mais famosa do vale e faz parte da rota turística da Costa do Pacífico que chega até Brisbane. Cidadezinhas históricas do vale – como Pokolbin, Wollombi, Broke, Lovedale – são ótima opção para paradinhas entre uma degustação e outra e muitas já estão começando a investir em restaurantes bacanas e hotéis boutique.Hunter Valley

A van bacaninha para 7 pessoas, com direito a free wifi a bordo e tudo \o/

A van bacaninha para 7 pessoas, com direito a free wifi a bordo e tudo \o/

Para conhecer a região num passeio bate-e-vola,  indo e voltando a Sydney no mesmo dia, e sem me preocupar com dirigir (afinal, minha ideia era visitar vinícolas e degustar seus produtos), entrei num roteiro da  AEA Luxury Tours, que me tinha sido recomendadíssima. Eles só fazem roteiros com poucos passageiros (máximo de 12 por tour), o que eu acho sempre ótimo. E com wifi grátis na van 😉

Hunter ValleyHunter Valley

Saímos de Sydney através da linda Harbour Bridge em direção à Pacific Highway. O percurso todo foi bem bonito, com estradas muito boas e lindos paredões ladeando os acostamentos. Mas nossa primeira parada do roteiro não tinha nada a ver com vinhos: era o Australia Reptile Park, que andou ganhando uns prêmios de atração eco-friendly e sustentabilidade. Ali o guia nos serviu café, chá e biscoitos (o passeio sai muito cedo, antes das 7h, então sabem que a maioria dos turistas não consegue tomar café da manhã).

Hunter ValleyHunter Valley

Apesar dos muitos lagartos e crocodilos (inclusive uns enormes, no melhor estilo Crocodilo Dundee), descemos do carro interessados num setor diferente do parque: o que guarda cangurus e coalas. Eu já tinha visto cangurus da estrada, em três oportunidades diferentes, enquanto estava em Queensland, nos arredores de Cairns. Mas lá, loooooonge. No parque a gente pode entrar na área ondem ficam confinados e passear literalmente entre eles. Veterinários e funcionários do parque acompanham o processo e até oferecem se você quer dar comida a eles. Os cangurus eram mega curiosos e se aproximavam dos visitantes sem nenhum pudor.

Hunter ValleyHunter ValleyHunter Valley

Com os colas, é diferente. A veterinária traz apenas um animal, bebê, em seu colo. Os turistas podem tocar e acariciar o bichinho, mas ele fica no colo da veterinária o tempo todo. E ali vimos também fofíssimos wallabies.

Hunter ValleyCoalaHunter ValleyHunter Valley

Dali  seguimos viagem ao vale propriamente dito. A estrada na Great Dividing Range é linda,  com paredões aparecendo o tempo todo, margeando as pistas, até aparecer o “mar”  de vinhedos por todo canto.  Nossa primeira visita foi a pequena Mt View Estate, propriedade familiar que há 40 anos produz vinhos premiados localmente. Ali a degustação incluiu também harmonização com queijos locais, bem legal – e o enólogo foi o que nos deu as melhores informações e respostas. Ali a degustação já estava incluída no nosso tour, mas visitas independentes pagam 5 dólares, com cash back na compra dos seus vinhos. E têm uma bela seção de vintages.

A bela reserva vintage dos caras

A bela reserva vintage dos caras

Depois, passamos à Brokenwood Wines, onde tivemos outra longa degustação e onde provei o melhor Semillon da viagem (o Cricket Pitch Sauvignon Blanc Semillon). Degustação também bastante longa, mas com menos informação e em pé; mas gratuita. E eles têm uma  espécie de museu bem legal, com maquinários antigos utilizados na colheita e produção de vinhos em exposição.

Hunter Valley

Hunter ValleyHunter Valley

Degustação em pé: super comum nas vinícolas do vale

Degustação em pé: super comum nas vinícolas do vale

A entrada simpática...

A entrada simpática…

....e parte da coleção de maquinários exposta

….e parte da coleção de maquinários exposta

A visita ainda continuou com um almoço completo, com vinho incluído, num dos  muitos restaurantes locais contornados pelos vinhedos, e duas outras degustações menos empolgantes. E aproveitamos a tarde para conhecer pequenos vilarejos cheios de lojinhas gourmet de queijos e chocolates.

Hunter ValleyHunter ValleyHunter Valley

Algumas vinícolas são mais criativas que as outras :P

Algumas vinícolas são mais criativas que as outras 😛

 

Hunter ValleySaímos cedo, às 7h, e cheguei de volta ao meu hotel às 17h; belíssimo passeio. Quem quiser fazer dirigindo, vale saber que as estradas, além de lindas, são muito boas; mas daí tem que lembrar que quem ficar de motorista não vai poder participar das degustações. Pra todo mundo poder brincar, entrar num tour é sem dúvidas a melhor opção.

24 Flares Twitter 5 Facebook 13 Google+ 4 Pin It Share 2 24 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.