Tailândia – Sawasdee kaaaaaaa…

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Quer ir para um lugar de cultura totalmente diferente, templos incríveis, cheio de tradições, praias paradisíacas, povo hospitaleiro, gastronomia de primeira e onde nosso dinheirinho brasileiro valha bastante? Rume para a Tailândia já! Não é à toa que o país é conhecido como a Terra do Sorriso: ô gente simpática! Até quando eles trocam o “r” pelo “l” ao falar em inglês ficam fofos! Sabe aquelas praias de capa de revista? Estão lá! Com infra-estrutura, mas sem super-população, com charmosos jogos de cadeira e guarda-sol te esperando, areias brancas, águas cristalinas verde-esmeralda e todo tipo de peixinhos te rodeando aonde quer que você vá.

Eu sei, todo mundo pensa em tsunami quando se fala em Tailândia. O susto foi mesmo grande, e as perdas foram enormes. Mas hoje já está tudo reconstruído, e até melhorado. Rotas de fuga, sistemas de alarme, também já está tudo colocado em prática. A única coisa ruim é que algumas praias deixaram de ser tão desertas, atingidas pela grande invasão hoteleira que assolou o país no pós-tsunami.

A boa é eleger como base as cidades de Phuket ou Krabi (apenas 1h de vôo de Bangkok), que têm melhores hotéis e vida noturna agitadíssima (Patong Beach que o diga!!!), e dali partir para explorar destinos idílicos como Phi Phi, Coral Island, Railay Bay e outros daqueles locais em que só de olhar o horizonte você já se sente recompensado.

Hospedagem é o que não falta, ao alcance de qualquer um: desde as guest houses de USD10 por dia até os megaresorts de USD250. É possível encontrar hotéis incríveis, como o Andaman (http://www2.beachsuites.com/), em Phuket, com diárias a partir de USD70 para duas pessoas. Vale pesquisar bastante na internet antes de reservar porque os hotéis tailandeses fazem muitas promoções. Comida boa e barata também pode ser encontrada em cada esquina: salada de papaya, fried rice, noodles…hummm…

Nas praias, esportes aquáticos para todos os gostos e águas perfeitas, daquelas em que você enxerga tudinho mesmo e dá até nervoso o tanto de peixinhos (e até polvo, diga-se de passagem).

À noite, baladas mil em todos os destinos. Phuket é a capital litorânea do agito e Patong Beach é o endereço que concentra a maioria dos bares e casas noturnas. Sem falar dos muitos inferninhos, em que as tailandesas (e os travestis) dançam em cima de mesas até serem escolhidos pelos turistas, em geral alemães.

Para se locomover lá dentro, tudo é muito organizado. Há ferries para tudo quanto é lugar e várias opções aéreas também, com ótimos preços (tente as low fare locais Air Asia e One-Two-Go, cheias de promoções). Para conhecer outras ilhas e praias, vale comprar um dos passeios à venda nas recepções de guest houses e hotéis ou nos quiosques espalhados pelas cidades – apesar dos horários mais restritos, a diferença de preço compensa.

Para todos, há compras, muitas compras: desde as camisetas bem humoradas até objetos de decoração incríveis, feitos à mão (destaque para as almofadas bordadas e os porta incensos). Nem precisa resistir, é tudo baratinho.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.