Transfer do aeroporto com a Savoya: testei e gostei

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Chegar num aeroporto e encontrar alguém segurando uma plaquinha com seu nome logo ao deixar o desembarque é sempre um alívio. Os viajantes de negócios estão super acostumados com isso mas também para nós, turistas, esse é um mercado que não para de crescer. E especialmente útil quando chegamos num destino que (erroneamente ou não) nos deixa apreensivos (fiz isso em diversas ocasiões, como ao desembarcar sozinha em Joanesburgo, por exemplo, num final de tarde) ou, mais frequentemente ainda, quando nossos voos têm horários mais complicados de chegada e saída nos quais não conseguimos fazer uso dos shuttles e afins (como meu voo de Buenos Aires que chegou em Guarulhos às 3h45 da manhã).
Por isso mesmo fiquei especialmente feliz quando o pessoal da Savoya me convidou para testar o serviço deles, que chegou recentemente ao Brasil. Foi reconfortante sair do desembarque em Guarulhos cansada (e, ainda por cima, no meu caso, doente) e encontrar o motorista me esperando em plena madrugada e me levando rapidinho pra casa. Gostei muito do serviço: bom carro, motorista super pontual e discreto, eficiente e, melhor de tudo, sem o papinho antropológico dos taxistas 😀
A empresa americana de transporte de executivos, que já atende em mais de 60 países, começou agora a funcionar também em 14 cidades brasileiras.  A tecnologia é 100% online – fui avisada por email o tempo todo,  da confirmação da reserva ao nome exato do chofer que me esperava do lado de fora – e o serviço funciona 24h, o ano todinho. Com Copa do Mundo e Olimpíadas aí adiante no calendário nacional, bela sacada – até porque os motoristas falam também inglês.
Preços sob consulta – dependem de data, itinerários e número de passageiros no veículo. 
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.