Travessia a Peulla: vai por mim, faça!

2 Flares Twitter 0 Facebook 2 Google+ 0 Pin It Share 0 2 Flares ×

 Nunca fiz o cruce completo dos lagos, de Puerto Varas a Bariloche, infelizmente (dizem ser um dos percursos de viagem mais lindos do planeta). Mas dessa última vez em Puerto Varas, tive o prazer de fazer a travessia a Peulla, um passeio que, reza a lenda, tem sido cada vez mais procurado pelos brazucas (em Puerto Varas, dá pra comprar o passeio com a Turistour ou dá pra comprar online com a Cruce Andino)
Saindo de Puerto Varas, a primeira parada é nos lindos Saltos de Petrohue (acima).

 Depois, Lago de Todos os Santos (ou Esmeralda) com essa cor INCRÍVEL pra tomar o barco responsável pelo cruce.

 E então começa o desfile de paisagens embasbacantes, que dura 1h50, até chegar a Peulla. Uma sequência impressionante de vulcões, cerros, cordilheira, cachoeiras.

 A maioria fica dando voltas na parte externa do barco sem saber exatamente onde se deter, porque TUDO parece igualmente lindo.

 Até os pequenos ficam malucos!

 E então a gente chega ao portinho de Peulla.

 Ali, os passageiros se dividem: tem gente que segue dali no cruce até Bariloche, gente que vai pernoitar ali e gente como eu que tava só a passeio. Quem quer comprar passeios locais compra diretamente ali, no porto, com um pessoal super atencioso (e que fala português). Senão, basta explorar o vilarejo.

 Passeios de barco, cachoeiras, trekking, passeios em 4×4, tirolesas, picnic, atração ali não falta. Dá até pra sentar e ficar só admirando tanta beleza.

 Fala sério: eu tive uma sorte dos deuses de pegar um dia estupendo como esse para a travessia, não???

 Pra quem dorme ali, as opções são o centenário hotel Peulla e o belo hotel Natura, ambos de propriedade da família do simpaticíssimo Don Alberto, que está sempre no restaurante, na recepção, nas redondezas, checando se está todo mundo feliz e contente. Gracinha mesmo. Os restaurantes dos hotéis são também a única opção de alimentação em Peulla, porque o pueblo é minúsculo. Tem gente que leva picnic – o que não falta ali é espaço pra isso – mas eu encarei o almoço no Hotel Natura e foi absolutamente delicioso (um perfeito salmão na manteiga negra, por sinal).

 Óia o povo empolgado na Tirolesa do véu da noiva!

 E o passeio no 4×4 que entra no rio, sucesso absoluto entre a garotada:

 Fazendo o passeio de um dia, a gente fica por 4 horas em Peulla – como é pequenininha, dá tempo de passear bastante e comer tranquilamente. No fundo, Peulla é uma fofura mas o lindo mesmo dessa viagem é o ir e vir pelo lago, com tantos vulcões no caminho, tantas cachoeiras. Você embarca de volta a Petrohue feliz da vida, sabendo que mais 1h50 de belezas estão pela frente.

Fabuloso passeio.

2 Flares Twitter 0 Facebook 2 Google+ 0 Pin It Share 0 2 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.