Turismo de luxo sem crise

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

travelweek sao paulo 2016O evento Travelweek Sao Paulo by ILTM mostra que turismo de luxo deve continuar em franco crescimento na América do Sul

 

 

 

Acontece nesta semana no Ibirapuera, em São Paulo, o evento Travelweek Sao Paulo by ILTM, reunindo expositores (entre hotéis e destinos) de todo o planeta – este ano, são quase 500 expositores participando da feira.  Apesar de ser restrito a trade (agências, operadores etc) e imprensa, já se consagrou como um dos principais eventos do turismo de luxo no mundo e dali saem sempre tendências importantes para este mercado.

(Parênteses: a ILTM (International Luxury Travel Market) é um portfolio dos principais eventos de negócios sobre turismo de luxo do mundo. A Travelweek Sao Paulo, agora em sua 6a. edição, também faz parte deste calendário.)

Estive lá para as atividades de imprensa e logo na abertura da feira já revelaram um dos dados mais comentados pelos corredores do prédio da Bienal: estudos indicam que a América Latina terá um crescimento de impressionantes 52% no mercado de luxo até 2020. Tal dado é uma injeção de ânimo incrível no mercado do turismo de luxo, que deve ver sua abrangência crescer significativamente neste período.

 

Laetita Abraham, analista de tendências de lifestyle da WGSN, destacou também que as tendências para o mercado de turismo de luxo serão uma espécie de “TEDificação” das viagens, incluindo viagens temáticas, experiências exclusivas e envolvimento pessoal, bem no modelo do conceito das TED talks (se você ainda não sabe o que é TED, vale dar “uma googlada”). Laetita destacou também que – vejam só – as mídias sociais já são os influenciadores-chave do turismo de luxo, assim como tudo o que é relacionado com o conceito de bem-estar.

Tendências como casamentos no exterior e viagens multigeracionais em família também devem continuar em franco crescimento por aqui, assim como experiências de viagem cada vez mais customizadas. Tais tendências apresentam crescimento tão importante e significativo no turismo de luxo que já estão atingindo também outros mercados de viajantes com orçamentos mais apertados.

(Parênteses 2: cá entre nós, a ideia da personalização das viagens já está tão consolidada no Brasil que já temos visto há algum tempo grandes operadoras de turismo para as classes B e C adotarem cada vez mais o modelo de roteiros customizados, oferecendo um pacote básico de avião+hotel+transfers e permitindo que cada turista complemente a viagem com os passeios e atividades que lhe interessam pessoalmente)

Ao longo desta semana, operadores de luxo, destinos que vão da Suíça ao Taiti e redes hoteleiras como Four Seasons, Relais&Chateaux e Mandarin Oriental se reúnem com agentes de viagem do mundo todo (inclusive do Brasil, é claro) justamente para continuar “desenhando” tais viagens, produtos e roteiros que devem tomar conta do mercado internacional nos próximos meses.

Aliás, uma outra curiosidade revelada no evento: sabia que a profissão “travel designer”, usada para definir um profissional ultra viajado e especializado em criar roteiros e produtos de viagem personalizados e exclusivos para cada cliente, é uma das profissões que mais crescem no mundo atualmente?

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.