Turismo HiLo: barbadas de viagem em passeios e tours

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Essa série de barbadas no turismo HiLo começou nesse post aqui. Para ler todos os posts da série, clique AQUIA gente já discutiu aqui como cacifar bons voos com preços mais em conta e como se hospedar em hotelões com preço promocional. Mas uma viagem ainda conta com restaurantes, transporte local e, é claro, passeios.  É claro que se aventurar no destino por conta própria é uma delícia, mas existem casos em que ter alguém “cuidando” do seu passeio é mais seguro, interessante e até correto – como quem quer visitar vinícolas e degustar os vinhos e, obviamente, não pode dirigir; ou quer evitar ser extorquido por taxistas em destinos excessivamente turísticos; ou quer conseguir juntar várias atrações e lugares num mesmo tour.

Para começar já chutando o balde, que tal um passeio legal e GRÁTIS? Tem, sim, e já falei deles aqui e no Saia pelo Mundo: trata-se dos free walking tours do sempre ótimo grupo Sandeman´s que rola em várias cidades européias.  Gratuitos, pontuais, animados e super bem feitinhos, são promovidos pela empresa com o propósito, na verdade, de vender seus outros tours pela cidade; mas eles só são oferecidos ao final, e muito discretamente (os guias trabalham pelas gorjetas)  – reúnem gente de tudo quanto é idade e nacionalidade, o que é mais legal. São excelentes quando a gente chega numa cidade desconhecida e quer “dar uma situada” ou quando revisita um destino que curte mas não tá numas de refazer todos os lerês pelas atrações turísticas. Nas capitais européias e grandes cidades americanas também é super fácil encontrar walking tours gratuitos de outras empresas; basta usar o bom e velho google.

O Travelzoo (sim, de novo ele) também anda vendendo uns pacotinhos para alguns destinos. Os melhores aparecem nos Top 20 que vem na newsletter e costumam incluir as noites de hospedagem e uns dois passeios no local, vale ver. Os famigerados sites de compras coletivas podem ser bons para isso também: no Brasil já são super frequentes os serviços turísticos vendidos nos maiores (de turismo de aventura a passeio de escuna) e em destinos no exterior, sobretudo nos EUA, dá pra cacifar coisas bem legais, de musicais e teatro a tour por vinícolas.

Outra opção é pesquisar bastante os tours privados oferecidos no destino. Esses tours costumam ser mais caros, claro, porque são personalizados, mas trata-se de do mais caro pode sair barato: como o tour é só seu (e de quem eventualmente te acompanha), e neles o passeio de um dia costuma durar um dia mesmo (e não 6h, como na maioria dos receptivos de grupos), você consegue, em muitos casos, juntar vários lugarzinhos no mesmo passeio – como eu fiz na África do Sul com a WOW Cape Town Tours, por exemplo, dentre outras.

Tem mais dicas desse tópico? Plissss, são super bem-vindas na caixinha de comentários!
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.