Viena: cheia de encantos

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Fruto de uma grande mistura de povos romanos e celtas e invasões napoleônicas e otomanas, Viena recebe um número cada vez maior de estrangeiros, não só como turistas, mas também como residentes. Os brasileiros passeando por lá ainda não constituem número tão expressivo quanto os franceses, alemães e italianos, mas a cidade está cheia de atrações e sensações a serem experimentadas.A cidade gira em torno do Ringstrasse, anel viário que circunda a área central, onde estão concentradas a maioria das atrações da cidade. Percorrê-lo inteirinho em seus charmosos bondes é tarefa essencial para começar a desbravar a cidade.
A grande influência barroca está presente em mais de 300 construções de Viena e o exemplo mais vibrante é a imponente e belíssima catedral de Santo Estevão, construída do século 13 ao 15, de cujo domo (que tornou-se um dos símbolos da cidade e se alcança depois de subir mais de 300 degraus) se tem uma das melhores vistas da cidade.

Compras A rua mais tradicional do comércio de Viena é a Kärtnerstrasse, com suas lojas e cafés elegantes. Lá você, certamente, vai fazer uma pausa para experimentar a tradicionalíssima Sacher-torte. A Mariahilfer Strasse abriga uma variedade incrível de lojas, sobretudo de eletrônicos e vestuário. E a rua mais elegante é, sem dúvida, a Kohlmarkt, com suas vitrines cintilantes de grifes como Dior, Cartier, Gucci e Chanel.Aos sábados, o grande programa de compras é o Naschtmarkt: um grande mercado que vende não apenas flores, frutas, embutidos, queijos e peixes, como diversas quinquilharias que fazem dele também um mercado de pulgas adorado pelos europeus.

HospedagemViena, como toda grande capital européia, tem ótimos hotéis, dos mais variados estilos e preços. A grande vantagem é que muitos deles estão localizados em construções históricas e prédios antigos muito charmosos. A dica é tomar cuidado com a elevação considerável dos preços para reservas em cima da hora nos meses do verão ou épocas de congressos e feiras. Entre as melhores opções estão (discando 43 + 1 antes dos telefones):
Hotel Imperial (Kärtner Ring, 16, reservas 501-1000): mais pomposo, impossível. Curiosamente, Dom Pedro II dormiu em um de seus deslumbrantes aposentos. Super bem localizado, com preços a partir de 340 euros por noite.
Hotel Sacher (Philharmonikerstrasse, 4, reservas 51 4560): seus aposentos luxuosos são o endereço predileto dos turistas mais abonados. Preços a partir de 300 euros.
Hotel Am Augarten (Heinestrasse 15, tel.:214 35 07): o hotel fica próximo à célebre roda gigante do Prater de Viena, com instalações confortáveis, ótimo café da manhã e bebidas quentes gratuitas para os hóspedes durante todo o dia. A partir de 60 euros por apartamento duplo e vantagens para reservas feitas pela Internet.

RestaurantesA cozinha austríaca é pesada e calórica, e a maioria de seus pratos tem como base a carne de porco. Mas os vienenses também são loucos por uma boa massa e a cozinha asiática também está presente em todo canto.
Sky Bar (Kartnerstrasse 19): pratos da cozinha mediterrânea e asiática no almoço e no jantar. Também serve os pratos mais tradicionais da Áustria como o Wiener Schnitzel e o Tafelspitz, ambos à base de carne de porco.
Mas! (Laudongasse 36): a culinária mexicana deixa esse ambiente sempre lotado, principalmente de gente jovem, que disputa suas muitas variações de mojitos e margueritas e diversos recheios para tortillas.
Palmenhaus (Tel: 533-1033, Burgarten 1010): excelente restaurante construído na antiga estufa de plantas do Palácio Imperial (Hofburg). Oferece um cardápio moderno e criativo por preços nada exorbitantes.

Os cafés Vienenses
Os cafés em Viena são uma atração à parte: a variedade oferecida, os doces perfeitos e os ambientes cativantes fazem de seus cafés parte obrigatória de um passeio pela cidade. Os endereços mais tradicionais da cidade são:
Demel (Kohlmarkt, 14): fornecedora oficial da família imperial e disputando a autoria da Sachertorte, oferece também a concorridíssima Annatorte, perfeita para chocólatras.
Sacher (Philharmonikerstrasse, 4): cada fatia de sua Sachertorte mit schlag (que vem com selo de oficialidade!) custa 4,90 euros.
Landtmann (Dr. Kark Lueggerring, 4): impossível não vê-lo bem em frente ao deslumbrante prédio da Rathaus. Seu ambiente agrada políticos e artistas desde 1873.
Informações práticas:
– Não há vôos diretos do Brasil para Viena, mas todas as grandes companhias européias viajam para lá. – Uma opção bastante procurada pelos turistas é o Vienna Card, que dá direito a uso ilimitado de transportes e descontos em diversos museus, atrações, lojas e restaurantes. O cartão está à venda no aeroporto e no escritório de turismo da Albertinaplatz, 1, atrás da Ópera. Custa 16,90 para uso em 72 horas consecutivas.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.