Visit Britain vem ao Brasil pensando em 2008 e 2012

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Diretores do Visit Britain (escritório de divulgação do turismo britânico) estiveram essa semana no Brasil para estimular o turismo de brasileiros no país e divulgar seus planos para 2008 e 2012. Não que isso seja exatamente necessário, já que os dados apresentados pelo órgão de turismo mostram que o número de turistas brasileiros no país aumentou 20% em 2006 (cerca de 120.000 visitantes/ano) e deve crescer ainda mais até o final deste ano. A idéia primordial da visita foi tentar atrair um público cada vez mais jovem, especialmente para Liverpool no ano que vem – quando será capital cultural da Europa – e para Londres nas olimpíadas de 2012.
Questionados durante a visita sobre o relatório do Zagat, que aponta Londres como a cidade mais cara do mundo para se comer uma refeição com 3 pratos e uma taça de vinho, os executivos foram bem humorados e deram suas próprias sugestões para economizar na capital inglesa. Segundo Paul Gauger, diretor de relações públicas do Visit Britain, o melhor jeito de economizar num jantar em Londres – exceto pelo tradicional Fish’n Chips – é fazê-lo num dos restaurantes do West End, ANTES dos espetáculos (ou seja, entre 18h e 20h). Segundo Gauger, cozinhas como a do Arbutus (63-64 Frith Street. Soho. Tel: 7734-4545), que é estrelada pelo Michelin, oferecem refeições completas por até 20 libras neste horário, assim como seus vizinhos BusabaEaThai e Chowki.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.