Walking city tour em Bordeaux

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Vocês sabem que eu não gosto nada, nada daquele city tour convencional, de busão, não importa qual seja o destino. Eu gosto mesmo é de fazer o meu city tour, andando por onde eu quero e parando onde eu tenho vontade. Mas de uns tempos pra cá ando curtindo muito aquele modelinho de walking tours europeu em cidades que visito pela primeira vez e achei bem legal quando soube que o meu pacotinho no Hotel Burdigala dava direito, veja só, a um walking city tour pela cidade gratuitamente.

 O guia era um figuraça, literamente um personagem. Apressado como só ele, levava o grupo de um canto pra outro como se estivéssemos a ponto de tirar o pai da forca; mas tinha, há que se convir, um baita conhecimento sobre a cidade – desde seu surgimento até hoje, nos contou um pouquinho de todas as transformações pelas quais Bordeaux passou ao longo dos séculos.

As bikes estão por toda parte
Olha o treeeeem

 Era um sábado de manhã, plena primavera, e a temperatura batia nos vinte e poucos graus; caminhamos pelo centro antigo, pela zona de comércio e pela linda, linda, linda “orla” de Bordeaux, onde um novo calçadão acompanha o rio para alegria de turistas e moradores. Vimos também o antigo mercado, a igreja principal (a Catedral ele não mostrou; tive que voltar depois pra ver, e acho que vale a pena, assim como a Torre do Relógio), o Teatro e as principais praças, cheias de história.

Os cafés estão dia e noite lotadinhos, em plena baixa temporada

O tour foi apressado, com as duas horas de duração de praxe. Mas foi válido mesmo assim, que a cidade é encantadora; e bom pra pontuar os lugares mais legais, pra eu conseguir me localizar na cidade; depois, foi só voltar mais tarde aos locais que eu tinha curtido mais para ver melhor.

A principal rua do comércio começando a muvucar às dez da matina

Que graça de cidade! Fiquei simplesmente encantada com Bordeaux. Limpa, organizada, vibrante, cheia de história e cosmopolita ao mesmo tempo; e com ótimo sistema de transporte público. Repito: boa para viajar sozinho, boa para viagens românticas, boa para viajar em turma e baita opção para quem anda planejando estudar francês in loco.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.