A tal da nova classificação da hotelaria brasileira

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Segundo informacoes divulgadas hj, o novo Sistema de Classificação de Meios de Hospedagem do Brasil chega a sua metade revertendo boa parte das críticas negativas iniciais. Promovido pelo Ministério do Turismo (MTur), em parceria com o Inmetro e a Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM), o projeto propõe estabelecer critérios para oito tipos de empreendimentos: hotéis urbanos, resorts, hotéis fazenda, pousadas, flats, hotéis de selva, hotéis históricos e os chamados cama & café, matriz discutida no Rio de Janeiro nesta semana.

A ideia eh que o conceito de classificação vire mesmo um instrumento de comunicação do turista com o mercado. Por isso a proposta do governo é realizar o Novo Sistema de Classificação de Meios de Hospedagem no Brasil de forma participativa, aberta e transparente, com participacao voluntária (todos os interessados podem enviar sugestões e contribuições para o site do MTur).

Ate maio, novos encontros acontecerao. O Ministério do Turismo (MTur) defende que a normatização do setor eh necessaria pelas experiências de sucesso de outros países – uma tendência mundial. O ICTE, por exemplo, é um organismo de certificação turistica da Espanha (sao mais de 2,5 mil estabelecimentos certificados com investimentos de 4 milhões de euros/ano. O Chile tem 12 mil estabelecimentos de turismo registrados e cinco regiões turísticas prioritárias – partiu de um sistema controlado pelo estado, nos anos 90, para implantar um modelo apoiado pela iniciativa privada que vem dando certo (sao 48 normas técnicas para alojamentos, agências de viagem, turismo de aventura e guias de turismo, alem de um selo de qualidade para o turismo).

Parece haver um consenso entre os especialistas do setor de que, obrigatória ou voluntária, a classificação dos meios de hospedagem deve beneficiar nao so a economia do pais como, sobretudo, o consumidor. Vamos ver.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.