Antártida: as focas gigantes de Elephant Point

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Não importa o quanto você tenha lido sobre o tamanho das focas-elefante: você só se dá conta da proporção gigantesca da espécie ao ver que seus filhotinhos de menos de 6 semanas de vida, são quase do tamanho de focas de outras espécies. Oh, wait: na verdade, você se dá conta de como elas são grande ao ver adultos machos amontoados em Elephant Point. Ou, mais especificamente como no meu caso, você pode se dar conta disso ao ver um deles sacolejando em sua direção o.O

Filhotinhos cuti-cuti

 Depois do café da manhã tardio (tinhamos levantado 4h30 e desembarcado em Decption Island às 5 da matina, lembram? só depois disso comemos), desembarcamos na porção batizada de Elephant Point, na ilha Livingstone (não confundir com o Wild Point de Elephant Island, onde a tripulação de Shackleton passou alguns meses, como euzinha fiz ao ler o roteiro da viagem no ato da reserva, humpf). Ali vive uma colônia imeeeensa de focas-elefante, espalhadas por toda a praia.

 Os bebês eram pura fofura: nos olhavam com aquele olhar gato-de-botas-do-Shrek, com imensas pupilas muito negras, e se aproximavam, ainda que cautelosamente, de todos os passageiros – “escalando” alguns, inclusive, e babando muito em todos – eca. Tentamos respeitar a lei dos cinco metros de distância deles, mas era só alguém dar mole sentado à beira da praia que eles vinham se aninhando – e babando, claro.

Foca tutubarão ;)))))

 As fêmeas passam a maior parte do tempo dentro d´agua à caça de alimentos para a família. E os machos… well… eles passam o dia todo esparramdos na areia, saindo ocasionalmente de seus lugares para se molhar um pouquinho na beira-mar ou, mais frequentemente ainda, baterem uns nos outros com peito, cabeça e cauda.

 Cá entre nós, tudo o que os filhotes têm de fofura, os machos adultos têm de feiura: são imensos, de pelos pardos que “descamam”, se movem pesadões, cheios de estardalhaço, e têm mesmo praticamente uma “tromba”, o que lhes dá o nome de foca-elefante.

Tá bom pra vocês o “tamanhinho” dos bichanos?
Um verdadeiro mar de focas

 A manhã continuava cinzenta pra caramba e a praia tinha o mesmo tipo de areia grossa e grafite de Deception Island. Mas, embora, para mim, descer em Deception Island tenha significado muito mais por todo o contexto histórico e quetais, ali a maioria dos passageiros estava muito mais feliz e realizada com o contato tão próximo com os animais durante as horas que passamos por aquelas bandas.

Aves com jeitão pré-histórico o.O

#medA

Perceba a foca-bebê “escalando” uma turista no canto esquerdo
Escala perfeita para quem adora animais e quer encontros do tipo veeeeeeery close encounters :))))))
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.