Chicago: 100 anos de Wrigley Field

22 Flares Twitter 3 Facebook 19 Google+ 0 Pin It Share 0 22 Flares ×

WP_20140405_14_00_31_Pro O icônico estádio de beisebol de Chicago completa agora seu centenário

 

 

Um programa que também combina muito com uma visita à cidade de Chicago é assistir uma partida de beisebol. E eu aproveitei a última visita por ali neste mês de abril para, enfim, assistir um jogo dos Chicago Cubs, que também são símbolo da cidade: meu sábado por ali coincidia justamente com a abertura da nova temporada. E, mais: o estádio-casa dos Cubs, o Wrigley Field, cumpre neste dia 23 de abril 100 anos de existência.

Wrigley FieldWrigley FieldWrigley Field

Aberto em 1914 como Weeghman Park para sediar os jogos do extinto time Chicago Whales, o Wrigley Field mudou oficialmente de nome quando foi comprado pelo magnata dos chicletes William Wrigley Jr. Hoje, é considerado por muitos a quintessência da arquitetura de Chicago: o prédio é essencialmente prático sem deixar de ser charmoso. Em frente à entrada principal, a estátua de Ernie Banks, o grande jogador dos Cubs, mostra também que é um prédio carregado de história e emoção (é casa dos Cubs desde 1916 mas chegou a ser lar dos Chicago Bears de 1921 a 1970).

Wrigley FieldWrigley FieldWrigley Field

A estrutura impressiona: são mais de 40 mil lugares mas é tudo tão organizado no acesso a cada um deles que nem na entrada nem na saída do jogo você tem aquela sensação de que vai ficar preso na multidão. As ruas ao redor do estádio ficam fechadas para o trânsito por algumas horas antes da partida (convém sair cedo do hotel porque fica bem congestionado pra chegar perto do estádio) e tem muito policiamento e funcionários do estádio espalhados dentro e fora (para indicar entradas, revistar bolsas, verificar tickets etc).

Wrigley FieldWrigley FieldWrigley Field

A estrutura interna também impressiona: no gigante hall que se forma “debaixo” das arquibancadas há todo um mundo de lanchonetes (com preços absolutamente razoáveis para tudo) e lojas vendendo camisetas, bonés e outros acessórios do Cubs – tudo organizado, limpo. Muito interessante mesmo. Rampas e passarelas dão acesso aos diferentes níveis das arquibancadas e aos camarotes na parte superior.

Wrigley FieldWrigley Field

Curioso é ver que, do lado de fora do estádio, no alto dos prédios que o rodeiam, foram instaladas de fato arquibancadas em seus últimos andares – e também ficam bem concorridas para os jogos, inclusive quando são alugadas para empresas que as utilizam como camarotes para eventos especiais.

Tá vendo as arquibancadas no alto dos ediícios?

Tá vendo as arquibancadas no alto dos ediícios?

Os tickets para os jogos custam desde US$20 dólares e podem chegar a 100 obamas. Há lugares cobertos, descobertos, camarotes, e são todos numerados.  Enquanto eu via minha primeira partida ao vivo se desenrolar no estádio que já serviu de cenário para vários filmes (de “Uma equipe muito especial” ao cult “Curtindo a vida adoidado”) com cara de UÉ a cada vez que a torcida urrava, berrava, celebrava ou xingava, fui socorrida por vários espectadores vizinhos que, super solícitos, foram explicando à gringa aqui as regras do jogo 😀

Wrigley FieldWrigley FieldWrigley Field

Assim como eu sempre recomendo aos amigos gringos que, se puderem, assistam uma partida de futebol no Brasil, achei a experiência cultural e turisticamente bem interessante. Curti.

Mais informação sobre o estádio e  compra de ingressos para jogos aqui.

22 Flares Twitter 3 Facebook 19 Google+ 0 Pin It Share 0 22 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.