Cruzeiro no Alasca: Sitka para quem quer ver ursos e baleias

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Desembarquei do Silver Shadow na primeira escala do cruzeiro pelo Alasca, em Sitka, e já fui entrando em outro barco. Explico: tratava-se do tour Sea Otter and Wildlife Quest, um dos mais vendidos no destino (comprei no barco mas está à venda para qualquer turista no site da empresa responsável), para quem quer navegar por entre os fiordes menorzinhos e ver de pertinho baleias e outros animais e aves comuns à região.

O dia não estava bonito mas o passeio foi lindo: navegamos por 3h num catamarã tipo “flying cat”, mas que ia devagarzinho na maior parte do trajeto, com imensas janelas de vidro .

 O “comandante” era uma figura, super bem humorado, e também bastante experiente, cheio de explicações sobre tudo. Ao avistar uma baleia, diminuía a velocidade e literalmente “girava” o barco de modo que todos pudessem vê-la e fotografá-la. A cada animal avistado – baleias (humpbacks abundantes!), lontras, focas, águias e até um urso, avistado muito ao longe! – dava uma série de explicações sobre seu comportamento e o melhor horário para vê-los.

Baleias em dupla!

 Havia também uma bióloga-guia à bordo, que ia dando explicações e respondendo dúvidas sobre fauna e flora locais.

 Navegamos por entre fiordes de distintos tamanhos atravessando Sitka Sound, Eastern Channel, Silver Bay e vários outros recantos de Sitka. O piso inferior do barco, fechado, era quentinho e ainda contava com serviço de bar (café, chá e chocolate quente gratuitos durante todo o passeio). O piso superior, um deck aberto onde ficava o capitão, era o ponto de encontro de quem curtia fotografar.

Sente só a preguiça das lontras

Águas-vivas gigantes em boa parte do trajeto aqui…
…e aqui (lembrei da Lucia Malla ;D)

 Passeio lindo, com abundância de avistamento animal e uma infinidade de fiordes, ilhotas e picos nevados no nosso caminho.

 No passeio, ainda estava incluído, ao final do tour em barco, uma esticadinha até a Fortaleza dos Ursos (Fortress of the Bear) uma organização sem fins lucrativos que acolhe em cativeiro ursos ameaçados.  A Fortaleza está entre as atrações mais visitadas da cidade. Claro que, após ver um urso em seu habitat natural, ver um urso em cativeiro é como ir ao zoológico logo depois de um safári africano. Mas, ainda assim, é interessante pelo projeto e para poder observar de pertinho (e em completa segurança :D) os hábitos desses fofuchos (e imensos) bichanos.

 Sitka é uma cidade gracinha, com um centrinho diminuto e engraçadinho que pode ser percorrido todinho em menos de duas horas, com folga e paradinhas nas lojinhas e cafés. E ainda é uma cidade wifi free! Quem não quiser comprar tour nenhum por lá, pode chegar à Fortaleza dos ursos com os ônibus locais mesmo.

Totens e mais totens para os fanáticos

Escala linda, mesmo com o dia mais cinzento de toda a viagem. 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.