Hotel review: Four Seasons Chicago

13 Flares Twitter 3 Facebook 10 Google+ 0 Pin It Share 0 13 Flares ×

Four Seasons ChicagoComo foi minha hospedagem num dos hotéis mais bacanudos de Chicago

 

 

Anexo ao 900 Shops, um shopping de luxo de seis andares, e bem ao lado do Hancock Building (com seu bar/restaurante Signature Room, o observatório 360Chicago e uma Best Buy idolatrada pelos brasileiros), faz tempo que o Four Seasons Chicago é um dos hotéis mais bacanudos da cidade.

O parapeito das janelonas para a cidade foi convertido num aconchegante sofazinho

O parapeito das janelonas para a cidade foi convertido num aconchegante sofazinho

 

Da porta do hotel, basta virar a esquina para chegar na icônica Magnificent Mile de um lado ou nas lojas hypadonas do Oak Street do outro. Caminhando três quadras, chega-se à adorável prainha de Oak Beach, às margens do lago. E a gostosa caminhada até o Millenium Park e seu “feijão” dura menos de 20 minutos.

Estátua brinca com os ventos e chuvas da cidade logo à entrada do hotel

Estátua brinca com os ventos e chuvas da cidade logo à entrada do hotel

Os quartos ocupam do 30o. ao 47o. andares do edifício, garantindo que todos tenham vistas lindas para o lago Michigan ou para o skyline de arranha-céus de Chicago.  Achei a decoração bastante sóbria mas faz bom uso de tons claros, valorizados pela luz natural que vem dos enormes janelões dos quartos. O elegante banheiro tem amenidades da Bulgari.

Four Seasons Chicago

A vista do meu quarto <3

A vista do meu quarto <3

 

Four Seasons Chicago

Bom humor ao investir na onda "green" de sustentabilidade

Bom humor ao investir na onda “green” de sustentabilidade

Para minha surpresa, o hotel é muito procurado por famílias com crianças. Há várias atividades especiais programadas para os pequenos e tem até uma simpática cabine fotográfica para elas no lobby. O hotel conta ainda com uma piscina térmica no spa que estava cheia destas famílias durante minha estadia.

Para crianças de todas as idades :P

Para crianças de todas as idades 😛

Gostei muito da concierge, que foi sempre rapida e certeira nas reservas que conseguiu pra mim em outros restaurantes da cidade. Achei o serviço de recepção mais demorado que de costume, com filas corriqueiras, e senti falta da tradicional cartinha de boas vindas escrita à mão do gerente geral. Mas trouxe uma bela historinha do impecável serviço Four Seasons desta viagem: ao fazer o check in e tomar um banho rapidinho antes de já sair para a rua, reparei num barulho chato sobre o teto do meu banheiro. Antes de sair, pedi na recepção que verificassem o barulho para ver se algo poderia ser feito a respeito. Ao voltar para o quarto, à noite, encontrei um carta da “guest relations” desculpando-se e dizendo que o barulho era resultado dos famosos ventos de Chicago nos vãos entre andares do edifício e que não havia como evitá-los. Mas, junto com a carta, me deixou um par de protetores auriculares, um “kit bebidinha” para me ajudar a relaxar e uma daquelas máquinas HoMedics que, reproduzindo sons de ondas arrebentando na praia, me fez dormir como um bebê. Simplesmente adorável.

O resumo da historinha ;)

O resumo da historinha 😉

Como o hotel fica anexo ao shopping 900 Shops, todos os hóspedes ganham descontos nas lojas do mesmo e simpáticos brindes da enorme Bloomingdale´s que ocupa boa parte dos seis andares do mall.

Four Seasons Chicago

Em tempo: o grupo Four Seasons, curiosamente, também administra em Chicago o hotel Ritz Carlton, duas quadras  distante do Four Seasons Chicago (e com um dos “rooftop bars” mais legais da cidade)

Mais informações sobre reservas no hotel aqui.

Mais informações sobre Chicago aqui.

13 Flares Twitter 3 Facebook 10 Google+ 0 Pin It Share 0 13 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.