Hotel review: JW Marriott Hotel Buenaventura, Panamá

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 A viagem ao Panamá no começo de abril rendeu não apenas uns belos dias na capital panamenha como também uma escapadinha a Buenaventura, um loteamento litorâneo em Cocle, a mais ou menos 2h30 de carro dali. O pretexto para conhecer essa praia (queridinha dos gringos no verão e amadinha pelos próprios panamenhos nos finais de semana) era trabalho: conhecer o novo JW Marriott Hotel Buenaventura, o primeiro JW Marriott do Panamá, inaugurado no finalzinho do ano passado.

 A readequação do antigo hotel Buenaventura para se tornar um JW Marriott ficou mesmo bem legal: a propriedade, imensa, tem suítes tradicionais mas também quartos em estilo vila – e todos, todos eles, têm vista para o mar e varanda ou jardim privativo. Das suítes tradicionais a gente vê não só o mar como a propriedade inteira, entre canais, dois conjuntos de piscinas bem grandes e distintos (incluindo piscina só para adultos que querem um sossego) e uma quantidade de flores impressionantes.

 Os quartos são decorados com móveis coloniais, que casam super bem com a arquitetura colonial espanhola dos edifícios principais – tem até ladrilho hidráulico em vários lugares, uma graça. Para comer, o hotel conta com cinco restaurantes para tentar agradar todo mundo: Tamarindo (onde também é servido o café da manhã em verão buffet e à la carte), Solera Pool Bar (para lanches rápidos na piscina), Tagua Grill, El Faro Casa Club (perfeito para o almoço, à beira-mar) e Tai Kai (uma sushi house que foi para mim a melhor surpresa gastronômica da estadia ali).

 Para os amantes do golfe, há um campo de 18 buracos by Jack Nicklaus que virou a grande vedete nacional, recebendo mensalmente campeonatos importantes e fanáticos pelo esporte (incluindo vários brasileiros, como me contou o gerente do campo). Mas se você, como eu, não manja nada desse esporte mas que curtir a linda vista do campo e a vibe do local, programão é ficar para comer as carnes imensas e suculentas do Prime 19.

 Mas, no fundo, tenho que dizer que o mais gostei do hotel foi que ele sabe ser flexível a diferentes públicos. Assim como vi no excelente Four Seasons Carmelo, esse JW Marriott Buenaventura também é capaz de manter espaços distintos e bem estruturados tanto para famílias com crianças (tem kids club, monitores e piscinas dedicadas aos pimpolhos) como também para casais em lua-de-mel ou escapadas românticas que só querem sossego e privacidade (a separação dos dois conjuntos de piscina, na minha opinião, desempenha um papel primordial nesse sucesso). Aliás, falando em lua-de-mel, o hotel anda sendo também procurado por gente que quer casar ali, na fofa capelinha espanhola que faz parte da propriedade.

Ainda tem um belo spa (o Corotu Spa, com jacuzzi, saunas com cromoterapia e outros mimos disponíveis for free para os hóspedes e massagens pagas à parte), fitness center, quadras de tênis e esportes aquáticos na praia em frente ao hotel.
Bela opção para relaxar pós dias “big city style” na capital panamenha. 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.