Interlaken e o topo da Europa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×


Minha mais adorável surpresa nessa viagem à Suíça foi a bucólica Interlaken. Como o próprio nome sugere, é uma idílica cidadezinha entre dois grandes lagos, num vale rodeado por algumas das mais altas montanhas do continente europeu. Com arquitetura bastante peculiar, tem ruas charmosas com casas e hotéis sempre adornados com flores, muitas flores.

Embora famosa no inverno por suas pistas de ski, é mesmo durante o verão que a cidade tem seu pico de turistas ávidos pelo contato direto com a natureza e as paisagens de tirar o fôlego em toda parte. A primeira coisa que fiz ao chegar a Interlaken foi tomar o vertiginoso funicular que leva ao topo do Harder Kulm, a quase dois mil metros de altitude; ali do alto, dá pra ver a cidade inteirinha, seus lagos, e as belíssimas montanhas que a rodeiam.

Além do ski no inverno, Interlaken é chamada de Meca dos esportes de aventura na Europa e há oferta (e muita procura!) por excursões de alpinismo, trekking, rafting e paraglider, entre outros, por toda parte. Durante o dia, a cidade fica quietinha, já que todo mundo sai para passeios e excursões – o passeio de barco até Brienz é delicioso! No finalzinho da tarde, já volta a ficar bastante movimentada, e todos saem em busca dos pubs animadinhos, dos bons restaurantes ou do cassino – que oferece também jantar com show folclórico e fondue.

Interlaken tem também um dos melhores hotéis do continente europeu: o Victoria Jungfrau (www.victoria-jungfrau.ch) é puro conforto. Serviço impecável, excelentes restaurantes tanto de comida suíça quanto internacional, spa estrelado, chocolatinhos no turndown service e um completíssimo buffet de café da manhã (o mais variado que já vi) são apenas alguns de seus atrativos, em pleno centro de Interlaken, a dez minutos de caminhada da estação de trens. E a maioria de seus quartos – excepcionais, diga-se – contam com uma vista irretocável para a Jungraujoch, montanha com o pico sempre coberto de neve que leva o rótulo de topo da Europa.

Chegar ao topo da Jungfraujoch, a 3454 metros de altitude, foi a mais linda viagem de trem que já fiz. Sim, porque chegamos ao cume viajando somente em trens, numa viagem impressionante, sem teleféricos ou funiculares; apenas a fenomenal Jungraujochbahn, ferrovia que contorna a cordilheira e depois se embrenha por túneis de inclinação acentuadíssima por dentro dela, em trens muito confortáveis que operam desde 1912. Impressionante é pouco para descrever o trajeto desde Interlaken Ost até o cume, vendo a paisagem mudar de campos cheios de vegetação muito verde até a neve densa. No alto da Jungraujoch, incríveis mirantes para contemplar a paisagem, snowtoys para curtir a neve fora da temporada de ski, caverna de gelo, lojinhas (incluindo o mais alto posto dos Correios do mundo!), ótimos restaurantes e a vertiginosa Sphinx, o ponto mais alto da estação, de visão espetacular.

Vai por mim: você também vai adorar Interlaken. Todas as informações para planejar uma boa viagem para lá você encontra nos sites http://www.interlaken.ch/ e http://www.jungfraujochbahn.ch/

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.