Inverno em Campos do Jordao

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Ainda dá para curtir a temporada de inverno de Campos do Jordão

 

 

 

 

A maioria de vocês acompanhou via Instagram/Stories minha escapada a Campos do Jordão durante uma das semanas deste julho. Apesar de já ter ido inúmeras vezes à cidade – uma escapada de final de semana bem comum para muita gente que mora no Estado de São Paulo – já tinha três anos que não aparecia por lá. Dei muita sorte e o tempo esteve lindo durante toda a semana, com direito a muito sol e céu azul – e temperaturas incrivelmente mais elevadas do que eu esperaria, com o meio dia chegando fácil aos 26 graus.

Durante minha semana por lá, me hospedei em duas propriedades bem diferentes: a adorável L.A.H. Hostellerie (que eu já recomendei aqui há alguns anos) e o clássico Grande Hotel Campos do Jordão. São duas ótimas propriedades bem diferentes entre si e para diferentes públicos também. Vou falar mais delas em outros posts aqui, mas já tem textos meus novinhos falando sobre as duas aqui e aqui, respectivamente, no Sala Vip do Estadão.

Além de curtir bastante as instalações e serviços dos dois hotéis – porque, sim, ambos seguem a linha de fazer a propriedade ser tão importante quanto o destino em si – é claro que curti bastante a cidade, ainda mais com Campos do Jordão em plena temporada de inverno. Passeei pelo Capivari e outros cantinhos, fiz trilhas curtinhas na montanha e comi muito (e muito bem) 🙂

Dos restaurantes que merecem destaque aqui, repeti o sempre ótimo Charpentier, instalado dentro do Hotel Frontenac num almoço ótimo e leve, e o ultra aconchegante Le Foyer, que fica dentro do fofo Chateau La Villette  para o jantar.  Mas a melhor refeição foi sem sombra de dúvidas no incrível Confraria do Sabor: comida impecável da entrada à espetacular sobremesa de brigadeiro.

A melhor surpresa gastronômica ficou por conta do adorável Sans Souci Café & Bistrô, anexo à malharia Genéve, que eu ainda não tinha conseguido visitar na viagem anterior para Campos do Jordão. Gostei tanto do lugar que voltei mais de uma vez. Tem doces deliciosos e chocolate quente idem para o café da tarde, quando fica absolutamente lotado. Serve café da manhã completíssimo para quem estiver alugando chalé e para almoço e jantar tem menu que muda todo dia, feito em grande parte com os produtos orgânicos que eles mesmos produzem nos fundos da propriedade.

Fora do quesito restaurantes e cafés, a surpresa mais gostosa desta vez ficou por conta da fofíssima Mãostiqueiras, uma cooperativa feminina que, através do engajamento social e empoderamento feminino, produz peças lindas em lã – incluindo colchas feitas com aquele trançado enorme, feito com os braços. A loja é tão encantadora quanto o projeto.

Fora isso, outros lugares que já citei aqui em outras viagens. como o Amantikir, o belo parque privado com 22 jardins temáticos que reproduzem jardins de diversos países, continuam um programão (e a vista de lá de cima segue escandalosamente linda).  Para quem for com crianças, a loja-museu da Cacau Show tem sempre novidades. O festival de inverno termina agora no dia 30, mas, para quem curte inverno como eu, reza a lenda que, mesmo tendo dias mais quentes, as noites frias da cidade ainda devem durar até setembro.

Ah! E vale o lembrete: mesmo em plena temporada de inverno, Campos do Jordão durante a semana continua sendo  bem, mas BEM mais tranquilo que nos finais de semana. Testado e comprovadíssimo!

 

Clique aqui para ler mais sobre Campos do Jordão no blog

Clique aqui para procurar hotéis em Campos do Jordão

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.