Mulheres brasileiras estão viajando mais sozinhas

206 Flares Twitter 7 Facebook 191 Google+ 8 Pin It Share 0 206 Flares ×

solo travelUm levantamento do Trip Advisor garante que, enfim, as brasileiras estão perdendo o medo de sair pelo mundo em sua própria companhia

 

 

 

Esta semana, o Trip Advisor (de idoneidade discutível sob N aspectos na minha opinião mas inegavelmente um dos maiores sites de viagens do mundo) divulgou os resultados de uma pesquisa sobre os hábitos das mulheres viajantes pelo mundo. Os resultados acabaram ganhando a atenção de alguns veículos ao afirmar que 25% das mulheres brasileiras já viaja sozinha. E ontem, quando postei uma notícia do Zero Hora sobre o assunto, foram muitos os compartilhamentos e curtidas via Facebook e Twitter.

Embora com amostragem muito pequena (das quase dez mil mulheres entrevistadas na pesquisa como um todo, menos de 700 eram brasileiras), a notícia de que mais brasileiras estão caindo na estrada em sua companhia seria mesmo algo para se comemorar.

Eu, que recebo aqui diariamente comments, emails e tuítes de mulheres de todas as idades ainda super receosas em ganhar o mundo sozinhas pelas primeira vez, li com entusiasmo as notícias de que as brasileiras não apenas estão viajando mais sozinhas como também já planejam repetir a experiência de duas a quatro vezes nos próximos 12 meses. É como eu sempre digo: viajar acompanhado pode ser maravilhoso, mas quando a gente experimenta viajar sozinho, quer mesmo repetir mais vezes essa experiência, pelo nosso próprio bem 🙂

solo travel

A tal pesquisa diz, segundo divulgação de alguns jornais brasileiros, que alguns dos principais motivos para as mulheres viajarem em sua própria companhia são, como já cansei de defender aqui, a liberdade de escolha e ação (65%) e a falta de tempo/recursos financeiros de amigos, namorados/cônjuges e familiares (30%) para embarcarem com elas em suas aventuras. E, ainda segundo o estudo, os benefícios de viajar solo são, como também já pudemos demonstrar :P, ter mais independência (50%), mais confiança em si mesmas (52%) e a aprender mais sobre outras culturas (51%). Suas atividades favoritas, segundo a pesquisa, são atrações culturais (88%) gastronomia local (70%) e compras (48%).

Assim como acontece com mulheres de outros países, hotéis com avaliação positiva, boa relação localização e preço e confortáveis são essenciais, dando preferência às redes de hotelaria internacional (não à toa, as mulheres viajando sozinhas já representam expressivo percentual de clientes na hotelaria de luxo). E a Europa, é claro, é a grande queridinha das solo travelers brasileiras em viagens no exterior.

Meu sonho? Que a mulherada brasileira se inspire nas britânicas, que há anos ganham o mundo sem companhia quando querem, e tenham cada vez menos receios em se aventurar sozinhas mundo afora.

solo travel

Para ler mais sobre viajar sozinho, clique aqui.

Para saber mais sobre meu livro Sozinha Mundo Afora, sobre mulheres que ganham (ou querem ganhar) o mundo em sua própria companhia, clique aqui.

E aproveito para linkar aqui um texto delicioso da Celina sobre o assunto (“Ser mulher, ter 55 anos, viajar e ser feliz”. Vale ler)

206 Flares Twitter 7 Facebook 191 Google+ 8 Pin It Share 0 206 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.