O tal do Home Exchanging não para de crescer

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Jornais e revistas europeus e norte-americanos não páram de falar do assunto nesses meses de julho e agosto: o negócio das trocas de casas para férias e temporadas não para de crescer no mundo inteiro.

Acredita-se que a grande responsável por esse crescimento seja a famigerada crise econômica internacional – ou seja, cortam-se alguns gastos de férias, mas não cortam-se as férias nem o hábito de viajar, felizmente.

Nos sites desse setor, há opções para qualquer orçamento e para destinos que muitas vezes nem conhecemos direito, no interiorzão de alguns países. Claro que os mais procurados são mesmo Londres , Paris e Nova York , mas há espaço para casas, chácaras, apartamentos e até mansões cinematográficas nos cinco continentes.

Dados do HomeExchange.com revelam que só nesse ano a procura por trocas de casas aumentou 30% – e olha que o site tem quase 20 anos de existência. Outro site do tipo, o 1sthomeexchange.com teve um aumento de 30% no número de membros desde o começo desde 2009. Em ambos sites, não se encontra reclamações nem referências a danos ou roubos. E os depoimentos de quem já está nessa são mesmo animadores – parece que a onda está pegando mesmo nos EUA e na Europa, mais do que nunca.

Será que eu também encaro um dia?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.