Turquia no inverno

45 Flares Twitter 0 Facebook 39 Google+ 6 Pin It Share 0 45 Flares ×

IstambulComo foram meus quase dez dias pelo país num roteiro impecável da Teresa Perez

 

 

 

 

Tenho paixão por Istambul. Acho a cidade uma das mais incríveis e românticas do planeta, e tão cheia de história em toda parte que nunca consigo parar de me surpreender. Então resolvi aproveitar que voaria com a Turkish Airlines para uma viagem à Tailândia para parar por 10 lindos dias na Turquia, na metade do longo caminho à Ásia.

FB_20150222_20_08_43_Saved_Picture[1] Foi minha terceira visita ao país, mas a primeira no inverno. Como a estação foi especialmente rígida e fria este ano, enfrentei o perrengue de ter meu voo desviado de última hora, amarguei 30h de absoluto caos entre Ankara e Istambul (pepino meteorológico, é claro, mas também um suuuuuuper gerenciamento equivocado de crise por parte da Turkish Airlines), mas depois fui novamente tão feliz no país que até já esqueci a parte ruim da viagem.

Capadócia

Muita gente, equivocadamente, espalha por aí que a Turquia não é destino para mulheres viajando sozinhas. Eu, que estive agora pela terceira vez completamente sozinha no país, posso dizer de camarote: ledo engano. Não é por ter cultura, tradições e religião majoritária diferentes da nossa que o país é pouco receptivo às viajantes do sexo femino. A gente enfrenta olhares constantes e assédio frequente, é claro (afinal, somos nós as diferentes por ali), mas não é um assédio invasivo como em muitos países árabes, não; fui sempre muito bem tratada e me senti extremamente segura caminhando sozinha pelas partes europeia e asiática da cidade, visitando atrações, parando em charmosos cafés e restaurantes e até na vida noturna (a minha única recomendação, já disse antes aqui, é nunca pegar táxi na rua: pedir sempre para o hotel ou restaurante onde você está chamar um de confiança).

Capadócia

 

Quem não se sente 100% segura com a viagem solo por lá mas também não quer se juntar a um grupo de excursão porque curte viajar de forma mais independente, pode fazer como eu optei por fazer desta última vez no país: entrar num roteiro personalizado, elaborado por uma operadora. Embarquei num roteiro lindo, feito especificamente para mim, pela Teresa Perez. Os roteiros personalizados, cada vez mais em voga por aqui, são elaborados de acordo com os interesses, vontades e budget do cliente, garantindo um ou outro passeio guiado, mas também muito tempo livre para explorar e curtir o destino por conta própria. Assim a gente não precisa se preocupar com nada, nem mesmo com os transfers de e para o aeroporto, mas tem liberdade total para explorar o destino por conta própria, leve e solto, nos dias livres ao longo do programa.

Istambul

O roteiro em parceria com a excelente operadora local Sea Song cobriu toda a parte turca da viagem, da minha chegada a Istambul ao meu embarque a Bangkok – apenas os voos internacionais não foram organizados por eles. Foi minha primeira vez no inverno turco e, embora Istambul tenha ficado bem caótica durante os dias de nevasca (eles não estão acostumados com isso e, portanto, não têm nem equipamento nem pessoal suficientes para limpar a neve das ruas e calçadas), foi lindo ver a cidade branquinha, coberta de neve, encantadora como sempre. Depois, com dias mais ensolarados, a neve derreteu rapidinho e deu pra explorar com calma e tranquilidade todos os cantos da cidade, dos bairros mais tradicionais ao agito comercial e noturno de Nisantasi – e ainda conhecer cantos diferentes da cidade, mais off the beaten, como Balat.

Istambul

 

Flexíveis e mega atenciosos, o pessoal da Sea Song, parceiros locais da Teresa Perez nesta viagem, não mediu esforços para que tudo corresse bem durante minha estadia. Organizaram de última hora minha chegada a Istambul (com o pepino dos voos desviados a Ankara, só fiquei sabendo que embarcaria para Istambul cinco minutos antes de entrar no avião, sem tempo hábil para avisa-los com antecedência; liguei ao chegar ao aeroporto de Istambul e em menos de meia hora já tinha um carro me esperando) e toparam, sem stress nenhum, fazer em outro dia o passeio que eu tinha perdido por causa da nevasca e do pernoite forçado em Ankara. 

InstagramCapture_0c992918-478b-429e-b715-bbefd48fca57_jpg[1]

Para hospedagem, recomendo super, na parte mais moderna de Istambul, os ótimos Shangri-la, Park Hyatt (excelente surpresa!) e as unidades Four Seasons Bosphorus (melhor spa, com hamman maravilhoso!) e Sultanahmet (com rooftop imperdível, com vista tanto para Hagia Sofia como para a Mesquita Azul), com excelentes relações custoXbenefício – e todos já testados e aprovados nas minhas viagens. Depois farei posts falando melhor sobre eles. 

Istambul

Meu lindo itinerário by Teresa Perez incluiu também uma escapada de três dias à Capadócia que não poderia ter sido mais perfeita: com o inverno, as curiosas formações geológicas da região ficaram parcialmente cobertas de neve, gerando uma paisagem estupenda em contraste com o céu azul e os dias ensolarados de inverno.  Fiz os principais passeios, do museu a céu aberto de Goreme às visitas às vilas, cidades subterrâneas e museus – e o passeio de balão mais incrível ever (aliás, acho que se tem um lugar no planeta onde tal passeio é imperdível, esse lugar é a Capadócia). Inesquecível.

O resumo da Ópera <3

O resumo da Ópera <3

Tive também ali o melhor guia da viagem, o Sercan Kaymakyemez, um turco super culto e simpático que fala um português perfeito (e já se apresenta logo aos brasileiros como Sergio hehehe), e o motorista mais paciente, que topava parar toda hora para eu fotografar aqui e ali ao longo do caminho.  A hospedagem no premiado Museum Hotel é mesmo tudo aquilo que falam, imperdível  – afinal, além da vista sensacional dos quartos e do serviço quase irretocável, não é todo dia que a gente pode dormir numa propriedade tão tradicional, reproduzindo as típicas casas nas rochas da região.

Viagem redondinha, perfeitinha, irretocável. Já pode voltar? <3

45 Flares Twitter 0 Facebook 39 Google+ 6 Pin It Share 0 45 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.