Um giro pelo Grand Bazaar

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

 Não escondo de ninguém que tenho clara preferência pelo Spice Bazaar, ou Bazar Egípcio, em Istambul – menorzinho, mais colorido, mais barato, vendedores mais gentis, perfumado.

  Mas é claro que rodar pelo Grand Bazaar faz parte definitivamente de uma viagem a Istambul, seja pela primeira, segunda ou enésima rodada.

 E é passeio delicioso, claro, mesmo com todo o assédio por entre as barracas. E também a com maior concentração de brasileiros por metro quadrado, por sinal.

 A regra ali é pechinchar. Ao contrário do Spice Bazaar, são raríssimos os locais com preços fixos por lá.

 Essa é minha parte predileta do gigante complexo que é o mercado.

 São as lojinhas mais antigas, de relojoarias, tapetes, louças etc.

 Ali também é o lugar para fazer uma paradinha para um çay ou o tradicional café turco, fortíssimo.

 E eis que entre tantas lojinhas típicas de luminárias e pashminas…

 … olha o que eu encontrei lá esse ano!

 Sim, uma loja da MAC :-S

Bom, diz ali que é temporário. E tomara mesmo que seja. Por mais que a MAC seja uma loja bacana, que a maioria das mulheres adora, estar ali em meio ao Grand Bazaar… pelamordedeus, né?!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.