Hotéis boutique em Paris

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 Pin It Share 1 2 Flares ×

Dois hoteizinhos cheios de personalidade na cidade-luz

 

 

 

 

Eu sempre falo muito dos hotelões parisienses aqui – os chamados “palácios”, que têm muita história na cidade. Mas cada vez mais tem leitor me pedindo para falar de hotéis menores, mais boutique, cheios de personalidade e com preços mais democráticos. IMG_1478

Então nesta última visita a Paris, além da deliciosa hospedagem no apartamento alugado com o À la Parisienne, usei as datas “entre viagens” – entre a ida para Champagne, a viagem a Casablanca e a partida final a New Orleans – para testar dois hotéis boutique que estavam na minha listinha: o L´Antoine e o Hotel Baume. Os dois são muito, muito diferentes entre si, tanto em estrutura quanto em estilo. E ficam em bairros bem diferentes, o que lhes dá personalidades também extremamente diferentes.

 

L´ANTOINE

L´Antoine Paris

Entre Casablanca e Champagne, fiquei no Hotel L´Antoine, instalado no 11eme, que é um bairro que eu amo em Paris. Ele não fica no meu pedaço preferido do bairro (fica na quadra da rue de Charonne que termina na Faubourg Saint Antoine, e à noite não achei das melhores), mas ocupa parte do que já foi um antigo convento do século XVII. Com algumas lojinhas locais, ainda tem um pouco do charme de antigamente do bairro. Fica bem pertinho da Bastilha e do Marais, assim como de vários restaurantes legais dos arredores. E o metrô fica a uma quadra, ultra conveniente – principalmente nos dias em que estive ali, que chovia muito.

L´Antoine ParisL´Antoine Paris

O pulo do gato do L´Antoine é que ele foi decorado pelo estilista Christian Lacroix (trabalhou na área no final dos anos noventa), com aquela mistura sempre ousada, discutível e improvável de padrões e texturas que fez sua fama.  Cada um dos cinco andares do hotel tem decoração diferente, com materiais, misturas e inspirações distintas.

L´Antoine Paris

L´Antoine Paris

O tamanho dos 38 quartos varia bastante, mas são confortáveis, nada de muito espartano nem para o quarto mais simples. Recebi um bem-vindo upgrade para uma suíte: nada enorme, mas espaçoso, com um charmoso biombo dividindo a área da cama da área de trabalho e um grande banheiro. Só não curti muito a coisa do “chuveiro italiano” que eles têm, porque acho box fundamental e sinto muita falta. Mas wifi de excelente qualidade.

L´Antoine Paris

A decoração mistura estampas e cores o tempo todo, do lobby aos quartos, num estilo que realmente não é para todos os gostos. Mas acho que o jeitão cheguei e heterogêneo, acho que combina muito com o bairro. Lindos retalhos de mosaicos em cimento, pavimento com ripas de tonalidades diferentes, azulejos de parede do metro metalizados; papéis de parede e coberturas espalhafatosamente ilustrados, painéis de madeira ou de tecido, padrões florais combinados com grafites, móveis reciclados.

L´Antoine ParisL´Antoine Paris

A portaria tem gente 24h por dia mas não há muito serviço. O atendimento é gentil mas é sempre uma pessoa só que faz de tudo, dos checkins e checkouts às dicas estilo concierge, num espaço minúsculo, o que fica complicado nos horários mais concorridos. Não há muitos funcionários no hotel, em geral – por exemplo, é a gente mesmo que sobe e desce mala para o quarto e tem uma moça só cuidando do café da manhã. A boa notícia para quem tem problema com idiomas é que eles têm um funcionário que fala português (e inglês, alemão, espanhol, italiano, russo e japonês!). As reservas feitas diretamente pelo site levam café da manhã cortesia, servido num pequeno buffet numa sala pequenininha com jeito de café moderninho.

L´Antoine Paris

 

HOTEL BAUME

Hotel Baume Paris

Depois, entre Champagne e a partida final a New Orleans, fiquei no Hotel Baume, uma verdadeira pérola escondida no 6eme. Localizado a passos do belíssimo teatro Ódeon, é mais espaçoso e conta com um serviço excelente, tanto de recepção quanto de concierge e café da manhã. A decoração é super estilosa nos espaços comuns, inspirada nos anos 30 e cheia de elementos icônicos e tecidos como seda, veludo etc.

Hotel Baume Paris

Hotel Baume Paris

A área é uma delícia, pertinho do badalo de Saint Germain e do Quartier Latin e com vários restaurantes pequenininhos e despretensiosos nos arredores. Em poucos passos, estamos no Jardim de Luxemburgo. O metrô fica a 3 quadras.

Hotel Baume Paris

Inspirado na história de seis personagens parisienses dos anos 30, fizeram os quartos com decor temático que vai do mundo da moda ao cinema. Os quartos são bem silenciosos, o que pra mim é muito importante. Alguns têm vista para o Ódeon mas o meu, como a maioria, tinha vista para o pátio interior do hotel mesmo.  Excelente banheiro, amenidades e qualidade dos ítens de cama e banho – e wifi excelente.

Hotel Baume ParisHotel Baume ParisHotel Baume ParisHotel Baume Paris

O café da manhã, super charmoso, é servido à la carte direto na mesa, no restaurante pequenininho acoplado ao jardim de inverno. O café incluído nas diárias é continental, com tábua de queijos e frios, cafés, sucos e um cantinho self service para frutas e pães.

Hotel Baume ParisHotel Baume ParisHotel Baume Paris

Gostei muito, muito mesmo.

 

 

Clique aqui para ver preços de hotéis e reservas em Paris no Booking.com

 

 

Clique aqui para ler mais sobre Paris no blog.

2 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 1 Pin It Share 1 2 Flares ×

About the author

Mari Campos é jornalista formada e especializada em turismo e lifestyle de luxo, e colabora exclusiva e regularmente como freelancer há mais de treze anos com textos e fotos sobre o tema para portais, revistas e jornais no Brasil e em outros oito países. O conteúdo deste post foi elaborado e decidido pela autora tendo como único critério a relevância do assunto para os leitores do MariCampos.com. A menos que esteja escrito explicitamente "post patrocinado" em letras maiúsculas no início do texto do post, não há qualquer tipo de vínculo ou parceria comercial/editorial com as empresas, estabelecimentos e/ou serviços citados no texto nem qualquer tipo de remuneração pelo mesmo.